Coluna da Estopinha - Cão sem apetite: o que fazer com ele

Alimentação balanceada é um dos pilares para garantir a saúde dos cães...

Alexandre Rossi

Coluna da Estopinha - Cão sem apetite: o que fazer com ele | <i>Crédito: iStock
Coluna da Estopinha - Cão sem apetite: o que fazer com ele | Crédito: iStock
... Mas e quando o pet não demonstra interesse pelas refeições ou deixa restos no prato?

Saúde x peso x quantidade
Primeiro, marque uma consulta com um veterinário e descarte problemas de saúde. Depois, responda: qual a quantidade de ração a ser oferecida? Verifique a medida indicada para o peso e idade do pet segundo o fabricante. Muita gente mantém o pote cheio o dia todo. Assim, o cão fica sem rotina alimentar definida e come aos poucos. O tutor nunca sabe quando e quanto ele comeu. Além disso, a ração pode fermentar, atrair insetos e roedores. Logo, divida a quantidade diária em refeições.

Petiscos
Em excesso, podem comprometer a dieta e o apetite! Vale reutilizar petiscos para treinar e brincar com o cão, mas em pequenas quantidades. Frutas liberadas pelo veterinário agradam e são saudáveis.

Comportamento reforçado
Se com essas providências o apetite do cão ainda estiver comprometido, observe se o comportamento não foi reforçado. Muitos tutores, ao verem o cão cheirar a ração e não comer, colocam algo mais apetitoso. O cachorro aprende que ao deixar a comida intocada ganha coisas mais saborosas. A orientação: só elogiar caso ele esteja comendo e nunca somar algo mais gostoso. Não deixe o cão sem comer por dias até ter fome. A atitude pode gerar hipoglicemia ou gastrite. Se o pet não aceitar ração, jogue com um pouco de água morna. A comida liberará mais odores e se tornará mais atraente. Mas sirva logo após o preparo.

Dicas para abrir o apetite
Ensine comandos e treine antes da refeição, utilizando grãozinhos de ração como recompensa. Depois, ofereça a quantidade de comida ao cão. Use brinquedos que dispensam a ração ou aqueles que permitem pôr alimento dentro e ele demore a sair. O pet ficará animado para se alimentar.

CURIOSIDADE
Alimento humano, não!
Dar comida humana ao pet é uma péssima ideia. Eles possuem necessidades nutricionais diferentes das nossas e muitos alimentos são tóxicos para eles. Caso queira oferecer uma refeição natural ao peludo, sem ser ração, consulte um veterinário.

Alexandre Rossi é zootecnista e especialista em comportamento pet. Autor de sete livros, fundou a Cão Cidadão (caocidadao.com.br) e comanda o Pet na Pan (rádio Jovem Pan), Missão Pet (Nat Geo) e participa do É de Casa (Globo).

Envie suas sugestões e perguntas para o e-mail anamaria@maisleitor.com.br

02/10/2017 - 16:00

Conecte-se

Revista Ana Maria