Cabelos à prova dos efeitos do inverno

Estudo realizado pelo Instituto Amend em parceria com a cosmetóloga Sonia Corazza identificou, por região do país, os danos que o frio causa nos fios e como você pode passar por essa estação sem sofrer com ressecamento, frizz...

Júlia Arbex

Cabelos à prova dos efeitos do inverno | <i>Crédito: Shutterscotck
Cabelos à prova dos efeitos do inverno | Crédito: Shutterscotck
NORTE

O inverno: o clima gira em torno dos 25 ºC, mas pode baixar mais um pouco à noite. A temperatura fica quente, úmida e com ventos leves.
O cabelo na estação: o calor e a alta umidade podem deixar os fios escorridos e sem movimento. Quando aparece o sol, tendem
a ressecar e desbotar. 
Cuidados essenciais: o ideal é aproveitar as outras estações para tingir e descolorir os fios e investir em hidratações toda semana.
Use: produtos que devolvem o balanço e prolongam o efeito da cor, como xampu e condicionador com fórmulas leves, óleos e extratos vegetais.

NORDESTE

O inverno: temperaturas entre 20 ºC e 28 ºC, chuva e ar úmido. 
O cabelo na estação: a umidade é sinônimo de frizz. A consequência disso? Difículdade de pentear os fios e volume indesejado.
Cuidados essenciais: “Além de hidratar com frequência, especialmente se o cabelo tiver progressiva ou luzes, faça um corte que favoreça o movimento natural dos fios”, diz o hairstylist do Square by Romeu Felipe (SP) Luiz Ruzafa.
Use: cosméticos para pentear e finalizadores que controlam o volume eliminam o frizz e ainda hidratam. Eles devem ter proteínas, aminoácidos e filtro solar.

SUL

O inverno: a temperatura média entre junho e setembro varia de 10 ºC a 18 ºC, mas pode chegar a zero.
O cabelo na estação: o primeiro impacto do clima é positivo - o frizz diminui e o sol não o agride. O perigo surge com a água
quente do banho, que tira a proteção natural dos fios, deixando-os ressecados e fracos.
Cuidados essenciais: como os enrolados tendem a ser mais ressecados, a água quente os deixa quebradiços, fracos e arrepiados. “Já o cabelo liso, que em geral é mais fino, embaraça e, consequentemente, quebra com bastante facilidade”, explica o hairstylist. Então, foco na temperatura da água, que não deve ser muito quente. 
Use: máscara de hidratação à base de manteiga de karité e óleos vegetais, como de argan e de coco. Faça hidratação nos fios
duas vezes por semana.

SUDESTE

O inverno: a temperatura é amena (de 20 ºC a 25 ºC). Chove pouco e o ar fica seco. 
O cabelo na estação: como há muito nevoeiro e neblina, principalmente no período da manhã, o fio fica pesado, sem movimento e arrepiado.
Cuidados essenciais: invista em hidratação, pois quanto mais nutrientes e água colocar em seus fios, mais bonito e com forma ele ficará. “Um corte em camadas e desconectado ajuda a garantir o balanço”, diz.
Use: musse e spray finalizadores para equilibrar o efeito da umidade e dar forma. Produtos com babosa são ótimos. Ela hidrata,
define e dá brilho.

CENTRO-OESTE

O inverno: período extremamente seco. Quando entram as frentes polares, as chuvas podem durar até três dias seguidos.
O cabelo na estação: nos períodos de seca, desidratação. 
Cuidados essenciais: “O liso desidratado não tem brilho. Já o crespo fica com os cachos sem formato e, claro, com mais volume”,
diz. Para conseguir fios radiantes, invista em hidratação e cauterização.
Use: sérum e leave-in à base de óleos, como os de coco, de monoi e de argan, que formam uma película protetora, mantendo os
fios hidratados e muito mais brilhantes.

03/08/2017 - 19:16

Conecte-se

Revista Ana Maria