Tudo para o seu cabelo crescer mais rápido

Beber bastante água, massagear o couro cabeludo e aparar as pontas uma vez ao mês. Será que as técnicas funcionam?

quinta 10 maio, 2018
Com os cuidados certos, os cabelos crescem muito mais rápido!
Com os cuidados certos, os cabelos crescem muito mais rápido! Foto:iStock

É desesperador ver aquele monte de fios acumulados no ralo do boxe ou no travesseiro ou perceber que o cabelo não está crescendo como deveria. Fernanda Brito, especialista em tricologia e responsável pelo tratamento clínico na Clínica Speranzini (SP), Marco Hencks, técnico capilar e cosmetólogo da Elisafer Cosmetics, e Mauro Speranzini, presidente da Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar (ABCRC), desvendaram os principais motivos da queda de cabelo e do não crescimento dos fios, e deram dicas práticas para reverter o quadro. E mais: produtos que prometem ajudar!

 

Veja mais

As principais causas

  1. Calvície androgenética: é genética e estima-se que pode atingir até 80% dos homens com 70 anos e 40% das mulheres com 50 anos.
  2. Queda crônica e sem motivo aparente: pode ocorrer por deficiência nutricional, principalmente de ferro, um dos componentes mais importantes para a saúde do cabelo, ou por alguma alteração da glândula da tireoide.
  3. Eflúvio telógeno: não tem nenhuma origem genética e é provavelmente a causa mais comum de perda de cabelo, principalmente nas mulheres. Os principais fatores são: estresse psicológico ou emocional, febre, distúrbios endócrinos, dietas e pós-gestação.

 

O que pode prejudicar ainda mais o crescimento:

EXCESSO DE OLEOSIDADE

O couro cabeludo precisa estar limpo e saudável para que o ciclo de crescimento dos fios seja perfeito. E além de a oleosidade comprometer o crescimento, pode causar danos no volume e na aparência do cabelo. Por isso, utilize produtos específicos para o seu tipo de cabelo, evite tomar banho com a água muito quente e aplique máscara hidratante, condicionador e leave-in somente no comprimento e nas pontas.

ALIMENTAÇÃO RUIM

O cabelo é reflexo da sua alimentação! Por esse motivo, ter uma alimentação saudável e equilibrada contribui para um cabelo sedoso e brilhante. Além disso, consumir a quantidade necessária de água por dia (cerca de 2 litros) ajuda a eliminar as toxinas do organismo, deixando pele, unhas e cabelo mais bonitos.

CREME ACUMULADO

O condicionador é fundamental para a saúde do cabelo. No entanto, o que realmente atrapalha é deixar o produto acumulado no couro cabeludo. Isso pode causar abafamento dos folículos capilares, impedindo a oxigenação ideal da região e, assim, gerar danos como oleosidade e descamação da pele.

ENFRENTAR TRAUMAS

O estresse que pode levar a uma alteração do ciclo folicular e provocar queda é o que causa grandes traumas na nossa vida como, por exemplo, perda de emprego e morte na família. O do cotidiano não faz cair o cabelo.

FUMAR

Há estudos que comprovam: a nicotina e outras substâncias do cigarro prejudicam o transporte de oxigênio no sangue, levando ao comprometimento do crescimento e da vitalidade do cabelo.

 

Mitos e verdades

Aparar as pontas uma vez ao mês não faz o cabelo crescer mais. Na realidade, o cabelo é um tecido morto e não há nenhuma ligação entre as pontas e a raiz – que é a responsável pela produção do cabelo. Aparar as pontas, no entanto, é bom para retirar os fios danificados.

Massagear o couro cabeludo, até mesmo na hora de lavar o cabelo, estimula o crescimento, revitaliza os fios e aumenta a produção de endorfina, reduzindo os níveis de cortisol no sangue, hormônio do estresse.

Fazer trança ou rabo de cavalo não vai estimular o crescimento! Na verdade, os elásticos e rabos muito apertados podem quebrar os fios. Quer prender? Use piranhas e prendedores de tecido.

Júlia Arbex
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

Vídeos

BEM-ESTAR

  1. 1 Fortaleça a sua lombar e pare de sofrer com dores nas costas
  2. 2 Veja 7 áreas do corpo que você esquece de passar filtro solar
  3. 3 Como manter as unhas lindas e saudáveis? Veja as nossas dicas
  4. 4 Saiba o que fazer com a pele vermelha, inflamada e queimada após a exposição solar
  5. 5 Água das enchentes podem causar diversas doenças, diz infectologista