As características da menstruação dizem muito sobre como você está

Fluxo intenso, coloração, odor desagradável, dores... Cada ciclo uma sentença!

Júlia Arbex

Cada ciclo uma sentença | <i>Crédito: iStock
Cada ciclo uma sentença | Crédito: iStock
O que é e para que serve a menstruação?
“Quando não ocorre fecundação, as paredes internas do útero descamam em forma de sangramento. Ou seja, isso faz parte do ciclo reprodutivo de toda mulher e acontece todo mês quando ela não está grávida”, explica Andreia Ferreira, ginecologista do Hospital Rios D’Or (RJ). A primeira menstruação, chamada pelos médicos de menarca, costuma acontecer entre os 9 e os 14 anos e pode durar de dois a sete dias. Já a menopausa, que é quando os óvulos param de produzir hormônios e a mulher não pode mais engravidar, costuma ocorrer entre 40 e 55 anos.

Cor, cheiro e composição ideal
Composta de sangue, um pouco do tecido interior uterino e secreções vaginais, a cor da menstruação varia de acordo com cada fase do período menstrual. “Normalmente, a cor do início é marrom-escuro. Depois fica vermelho-vivo e, no final, volta para o marrom”, diz o ginecologista obstetra Alberto Guimarães. Em relação ao cheiro, o ginecologista, obstetra e especialista em reprodução humana Rodrigo da Rosa Filho afirma que o sangue tem um cheiro específico, mas que não deve ser desagradável.

E a cólica menstrual?
Durante o ciclo menstrual, vários fatores podem influenciar na nossa qualidade de vida, como a tensão pré-menstrual (TPM), retenção de líquidos, dor de cabeça e aumento e incômodo das mamas. Mas a cólica menstrual é uma das principais queixas. De acordo com Guimarães, todos os meses, a camada interna do útero cresce para receber o embrião e, se ele não vem, ela descama, causando a menstruação. “Nesse processo, ela libera uma substância que faz o útero contrair para eliminar o sangue. É isso que causa dor”, explica. Segundo Andreia, o mal-estar precisa ser suportável e passar sem ajuda de remédio. “Caso a paciente precise tomar anti-inflamatório ou analgésico para tratar, o ideal é ir ao médico para ver se está tudo bem, pois a cólica menstrual pode ser provocada por doenças, como inflamações pélvicas, endometriose e miomas”, diz. 

TIPOS DE MENSTRUAÇÃO

COM PELE 
Como a menstruação acontece devido à descamação do endométrio, um tecido que fica na parede interna do útero, é normal notar alguns pedacinhos de pele no sangue. “Se as peles vierem acompanhadas com dor e corrimento vaginal ou sangramento com cheiro fétido é melhor procurar um médico, pois pode ser algum sinal inflamatório na região ou até mesmo aborto”, diz Filho.

FLUXO INTENSO E COM COÁGULO 
De acordo com Guimarães, o sangue pode se acumular na cavidade do canal vaginal e se transformar em coágulo. “No entanto, o sangramento tem que ser confortável. Então, o ideal é que dê para ficar quatro horas com o mesmo absorvente. Se não for possível, busque um ginecologista, pois pode significar algum distúrbio hormonal”, afirma Andreia. 

COM POUCO SANGUE 
O uso de pílula anticoncepcional, alterações hormonais na puberdade e no início da menopausa podem contribuir para que o fluxo da menstruação diminua.

COM CHEIRO MUITO FORTE 
Por passar pelo colo do útero e pelo canal vaginal, o sangue da menstruação não possui o mesmo odor do sangue de um machucado. Apesar disso, um cheiro muito forte, desagradável ou até mesmo de podre não é normal. “Isso pode ser sintoma de alguma infecção vaginal. E, nesses casos, o melhor é procurar um ginecologista para tratar”, aconselha Filho. 

COR MUITO ESCURA 
A coloração escurecida pode se dar devido à pouca quantidade de sangue e à velocidade com que ele sai do útero e vai para o absorvente. Geralmente, isso acontece quando menstruamos em menor quantidade, caraterística natural do começo e do final do ciclo.

09/08/2017 - 10:00

Conecte-se

Revista Ana Maria