Estamos na estação do calor, sol, praia e... coceira vaginal

Uma das formas de prevenção contra candidíase é trocar peças de roupas molhadas por secas

domingo 17 março, 2019
Entenda os sintomas da candidiase
Entenda os sintomas da candidiase Foto:IStock

Recorrente nesta época do ano, a candidíase é uma infecção causada pelo fungo Candida. A versão mais comum em humanos é a do tipo Candida albicans. 

Ele faz parte da flora intestinal, oral e vaginal, e convive em equilíbrio com as diversas bactérias ali presentes.

Veja mais

Sua capacidade de mudar da forma de levedura para bolor – e vice-versa – lhe dá habilidade para escapar da defesa do corpo e, eventualmente, resistir a antifúngicos.

Ele ainda pode deixar esporos (“sementes”) resistentes aos remédios e formar novos fungos, algo comum às infecções recorrentes.

O fungo também tem vida livre nas areias e água do mar. Acostumadas a ficar com o maiô molhado o dia todo, sentar na areia, estamos
ainda mais expostas. 

A água do mar tem areia que pode entrar na vagina e se acumular na calcinha. O ambiente úmido e aquecido auxilia o desenvolvimento do fungo. 

O sol piora a situação. A soma desses fatos favorece a proliferação do Candida na genital. 

Os sintomas: vermelhidão no local com irritação e ardor, coceira intensa e inchaço da região dos lábios vaginais e corrimento branco ou esverdeado e grumoso (parece leite talhado). 

Pode ainda apresentar dor durante as relações sexuais e feridas pequenas avermelhadas e bordas descamativas na glande do pênis do parceiro associadas à coceira.

A candidíase é um agente de facilitação para a infecção urinária e ambas podem estar juntas. Abre portas também para distúrbios de flora vaginal dando espaço a bactérias oportunistas, como a Garnerella, que causa corrimento de odor fétido, principalmente em contato com urina, sangue ou esperma.

A prevenção envolve a troca de peças de roupa molhadas por secas; evitar sentar na parte mais rasa do mar, onde existe mais areia em suspensão na água; nada de exposição exagerada ao sol e realizar boa higiene com sabonetes neutros. 

Frente ao sintomas descritos acima, busque auxílio de seu ginecologista para tratamento adequado.

Candidíase ou infecção urinária?
Como a vulva está bastante irritada, é comum ter a sensação de ardência no final da micção, que faz confundir a candidíase com uma infecção urinária. Mas, no caso da infecção urinária, a dor é mais constante durante toda a micção e associada à vontade frequente de urinar em pequenas quantidades, além da impressão de peso no baixo ventre (pé da barriga).

Como cuidar do problema
Antifúngicos de uso oral e cremes aplicados diretamente no local da infecção são os medicamentos mais utilizados durante o tratamento da candidíase. Se as medidas de cura forem iniciadas logo que surjam os sintomas, o período de cuidados será rápido e simples.

ALEXANDRE PUPO Ginecologista do Hospital Sírio-Libanês, obstetra,
membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein. Ele também é mastologista e membro titular do núcleo de mastologia do Hospital Sírio- Libanês. É diretor clínico da Clínica Souen, onde atende: www.clinicasouen.com.br

Da Redação
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

  • Assine a revista AnaMaria

BEM-ESTAR

  1. 1 Alimentos certos podem te ajudar a controlar a pressão; entenda Saiba como controlar a pressão com os alimentos certos
  2. 2 Menopausa: ginecologistas dão dicas de como manter a libido
  3. 3 Esquizofrenia: o tratamento precoce reduz os danos
  4. 4 Confira dicas para manter os pés lisinhos durante o inverno
  5. 5 Pare agora de fumar: confira motivos e dicas para largar o hábito