Excesso de abdominais pode ser prejudicial à saúde; faça do jeito certo

Exercício comum na busca pelo "tanquinho" pode causar problemas lombares

quarta 14 novembro, 2018
O excesso do exercício pode causar diástase, afastamento dos grandes músculos abdominais
O excesso do exercício pode causar diástase, afastamento dos grandes músculos abdominais Foto:Shutterstock

Quem nunca fez uma série de abdominais na busca pelo corpo perfeito que atire a primeira pedra. No entanto, Bernadette de Gasquet, referência mundial em pelve e abdômen, afirma que esse tipo de exercício causa alguns problemas para a saúde.

Em conversa com AnaMaria, a médica francesa explica que o excesso de atividade na região pode levar a uma diástase, que é quando os grandes músculos abdominais se separam. Além disso, podem ocorrer problemas lombares, no pescoço e no sacroilíaco, articulação estável que ajuda na estabilização da pelve e na distribuição do peso corporal.

Notícias Relacionadas

“Os exercícios abdominais desencadeiam pressão no períneo e em todos os órgãos internos do abdômen”, explica. A prática de dobrar a cintura, diminuindo o espaço para os órgãos, também promove pressão abdominal. 

OUTROS RISCOS
Marcello Cunha, ortopedista do Hospital Israelita Albert Einstein e Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, ressalta que outro problema que pode ocorrer é o aparecimento de lesões na coluna, como hérnias de disco e sobrecarga nas articulações. 

Segundo o médico, isso pode ocasionar dores na região lombar e cervical, além da alteração do controle urinário, intestinal e prolapso de órgãos, ou seja, o enfraquecimento de músculos e ligamentos que sustentam os órgãos da região pélvica.

E OS HOMENS?
Engana-se quem pensa que o problema só atinge o sexo feminino: homens que praticam excessivamente abdominais podem desenvolver hérnia de disco, hérnias inguinais e muita retração dos músculos das costas. Isso porque ficam o tempo todo dobrados e não se alongam, resultando também que os órgãos internos também sejam pressionados.

O JEITO CERTO DE SE EXERCITAR
Bernadette idealizou um método que busca fortalecer os músculos da região do abdome sem prejudicar a pelve. “É indicado fazer exercícios de lado, rotações, sempre crescendo. Só do fato de crescer o corpo, alongar o abdominal, a barriga já vai para dentro”, recomenda.

Já Marcello aconselha a prática de exercícios isométricos, onde você mantém o corpo fixo por um determinado tempo utilizando a musculatura abdominal para se manter na posição. “Esse tipo de atividade, além de diminuir a sobrecarga articular, propicia a melhora da flexibilidade, o que vai desenvolver a resistência dos ligamentos e tendões”, explica.
 

Marcela Del Nero
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

Bate Bola na Cozinha

BEM-ESTAR

  1. 1 ''Meu filho usa bombinha para asma. Faz mal para o coração?''
  2. 2 Saiba tudo sobre o Parkinson, o distúrbio que surge pela morte dos neurônios
  3. 3 Conheça as 12 orientações europeias que previnem todo tipo de câncer
  4. 4 Maracujá: superalimento muito além de um calmante natural
  5. 5 Comer demais (ou de menos) pode ser um grave problema