Saia do sedentarismo para evitar o câncer

Oito em cada dez casos de câncer no mundo estão relacionados ao modo de vida. E entre os principais fatores de risco está a falta de exercícios físicos. Mude de hábitos hoje mesmo!

Ana Bardella

É mais fácil do que você imagina! | <i>Crédito: iStock
É mais fácil do que você imagina! | Crédito: iStock

Não é por acaso que a Organização Mundial da Saúde recomenda que pessoas entre 18 e 64 anos pratiquem pelo menos 150 minutos de exercícios moderados por semana (o equivalente a 20 minutos por dia). Sabe-se que a prática regular de atividades físicas ajuda a prevenir diversas doenças, além de nos proporcionar a sensação de bem-estar. Sabia que, entre os males que podem ser evitados, está o câncer? De acordo com Daniel Gimenes, oncologista do Centro Paulista de Oncologia, do Grupo Oncoclínicas, “sedentarismo, sobrepeso e consumo excessivo de gorduras são considerados alguns dos vilões que respondem pela elevação no risco de desenvolvimento de tumores, em especial os que afetam intestino, endométrio, próstata, pâncreas e mama”. Não sabe por onde começar?  Conversamos com Vinícius Possebon, preparador físico criador do Programa Q48, e elencamos seis dicas para ajudar nessa missão:

  1. Faça desse cuidado uma prioridade. Adiar o começo de um exercício físico para quando a rotina estiver menos atribulada é um erro comum. Mas a verdade é que as atividades físicas, em vez de atrapalharem seus afazeres, muitas vezes tornam o dia a dia mais produtivo. Eles melhoram a concentração e liberam endorfina, deixando qualquer pessoa mais bem-humorada.
  2. Teste o que mais lhe agrada. Às vezes, pesquisando sobre uma aula de dança na internet, o exercício parece ótimo. Mas, na prática, você percebe que não é tão legal assim. Aproveite as aulas experimentais da academia, teste novas modalidades em casa ou no parque... Se for o caso, comece com algo mais leve e depois passe para exercícios que exigem condicionamento. São muitas as opções para manter o corpo em movimento! Se enjoar, busque uma nova.
  3. Perceba as mudanças no seu comportamento. Uma maneira interessante de manter o otimismo e, consequentemente, o foco nos exercícios é perceber de que maneira eles estão beneficiando você. Se por algum motivo precisar se afastar da prática por alguns dias, preste atenção ao seu corpo e note o quanto eles estão lhe fazendo falta. Dá pra sentir a diferença logo!
  4. Para se sentir segura, pergunte ao seu médico se está liberada para começar.
  5. Busque companhia. Principalmente no começo, encontrar pessoas com o mesmo propósito ajuda a manter o foco. E assim, um vai ajudando o outro... Se não tiver alguém com os mesmos interesses, procure um grupo na internet voltado para o seu exercício. Assim, você descobre novas formas de melhorar e continua animada!
  6. Tenha paciência quanto aos resultados. Quando o assunto são as mudanças no corpo ou na mente, não adianta querer que as coisas aconteçam de maneira instantânea. Muitas vezes, leva tempo até atingir seus objetivos. Faça comparações periódicas das suas medidas para se sentir mais estimulada e comemore resultados.   

 

Exercício melhora a sua vida!

Além de espantar a moleza do corpo, Daniel Gimenes lista ainda outros hábitos que ajudam a evitar o surgimento de tumores:

- Alimente-se de maneira saudável. A dieta mediterrânea, que inclui o consumo de frutas, peixes, grãos e azeite, é uma excelente opção a ser seguida.

- Mantenha sua vacinação em dia. A vacina contra o HPV é um exemplo de método de prevenção da doença, uma vez que o vírus é responsável por nove em cada dez casos de câncer de colo de útero.

- Após os 40 anos, realize mamografia anualmente. A detecção precoce de um tumor aumenta consideravelmente as chances de recuperação em casos de câncer de mama.

- Evite cigarro ou derivados. Se você tem o hábito de fumar, saiba que um ano livre do vício é o suficiente para diminuir pela metade o risco de um infarto. Além disso, o fumo está associado ao desenvolvimento de tumores no pulmão.

- O câncer de pele é o tipo mais comum em todo mundo atualmente e pode ser facilmente prevenido. Basta evitar a exposição ao sol no período das 10h às 15h. Não abra mão do protetor solar: use um produto com fator de proteção mínimo de 30.

09/05/2018 - 10:00

Conecte-se

Revista Ana Maria