7 dúvidas esclarecidas sobre as dietas

Não dá pra acreditar em tudo o que se escuta quando o assunto é perda de peso. Nutricionistas do Vigilantes do Peso contam o que é realmente eficaz para emagrecer!

Ana Bardella

7 dúvidas esclarecidas sobre as dietas | <i>Crédito: iSTOCK
7 dúvidas esclarecidas sobre as dietas | Crédito: iSTOCK

“Se quiser um doce ou refrigerante, optar pelo diet”

A história não é bem assim. Esses produtos (que não possuem açúcar na composição) são indicados para pessoas diabéticas. E, algumas vezes, podem ser tão calóricos (ou até mais) do que as versões tradicionais. Ou seja, não servem nada para tentar emagrecer. É porque, para manter o sabor e a textura agradáveis, pode ser que eles tenham um toque a mais de gordura na composição. Aqui vale aquela velha regra: leia atentamente o rótulo antes de fazer a sua escolha.

“Ingerir líquidos durante as refeições engorda”

Assim como no caso dos carboidratos, o que importa não é o momento do consumo, mas sim a qualidade do que ingerimos. Se optar por refrigerantes, sucos industrializados e outras bebidas açucaradas, é provável que sinta diferença na balança. Porém, caso opte por água, chás naturais sem açúcar ou sucos de frutas naturais (de preferência diluídos em água), isso não sabotará sua dieta. Só não exagere na dose para não se sentir estufada e, caso receba orientação médica para evitar o consumo, tente seguir à risca.

“Beber água com limão em jejum emagrece”

Não existem estudos comprovando a relação entre o consumo da água e a perda de peso. No entanto, sabe-se que o limão contém propriedades benéficas para o organismo e que podem auxiliar nesse processo. Se você tem o costume de tomar e não tem contraindicação médica para isso, não há problema algum em manter a rotina.

“Comer bolos, tortas e massas à noite engorda”

O que realmente contribui para o ganho de peso não é o horário, mas sim a qualidade dos alimentos que ingerimos. De nada adianta parar com o consumo de carboidratos no jantar se continuamos colocando-os no prato no café da manhã, almoço, lanche da tarde... O melhor, de acordo com os profissionais da área de nutrição, é dar preferência aos cereais integrais e incluir uma variedade de frutas, legumes e verduras a qualquer hora do dia.

“Ficar em jejum por um tempo faz perder peso”

Na verdade, essa estratégia não é considerada a melhor. Apesar de alguns profissionais defenderem essa ideia, o consenso é de que o melhor é comer de três em três horas. Em muitos casos, ficar longos períodos de tempo sem se alimentar pode fazer você exagerar na próxima refeição, comendo tudo o que vê pela frente – mesmo que já esteja satisfeita, o corpo nem percebe. Tenha cuidado e, se realmente optar por essa estratégia, faça apenas com acompanhamento profissional. Eles poderão orientar.

“Existem alimentos capazes de queimar a gordura”

Não existem alimentos milagrosos e capazes de nos fazer perder peso ou medidas instantaneamente. Alguns deles, por serem ricos em fibra (tais como couve, berinjela, uva, maçã e mamão) ou por terem um efeito diurético (chás, pepino e abacaxi), favorecem o funcionamento do intestino e reduzem a sensação de inchaço. Por isso, passam a impressão de que se perdeu peso rapidamente. Porém, consumi-los isoladamente, sem cultivar hábitos saudáveis, não traz resultados favoráveis.

“Quanto mais restritiva a dieta, melhor”

Ninguém consegue passar longos períodos restringindo a alimentação. Isso porque, dependendo dos alimentos cortados, a pessoa pode acabar com deficiência de nutrientes, principalmente de vitaminas e minerais. Ou seja, o preço é caro e, a longo prazo, o resultado nem é tão satisfatório na balança. É muito melhor desenvolver bons hábitos alimentares, fáceis de ser mantidos ao longo de toda a vida, e que não se transformam em uma verdadeira tortura mais tarde.

06/07/2018 - 12:12

Conecte-se

Revista Ana Maria