O brigadeiro para comer sem culpa

Feito de biomassa da banana verde, o doce oferece diversos benefícios à saúde, previne o diabetes e melhora o funcionamento do intestino

Júlia Arbex

O brigadeiro para comer sem culpa | <i>Crédito: Divulgação
O brigadeiro para comer sem culpa | Crédito: Divulgação

Sabe aquela história de que tudo que é bom engorda? Então... não é bem assim. Descobrimos um brigadeiro saudável, desenvolvido pela chef Iracema Bertoco. Conversamos com a nutricionista da Estima Nutrição, Maria Flávia Sgavioli, que garantiu que o brigadeiro de Iracema não engorda e ainda explicou por que o açúcar faz mal, listou seus vários tipos e deu três cardápios para você se inspirar e conseguir eliminar os quilos a mais.

O que é a biomassa de banana verde?
Ela consiste na preparação feita com polpa de bananas verdes cozidas. De acordo com Maria, ela é rica em amido resistente, que, no nosso organismo, age como as fibras. “Assim, ela dificulta a absorção de gorduras, melhora a imunidade, contribui para o bom funcionamento do intestino, reduz o risco de câncer de intestino, controla os níveis de colesterol, previne o diabetes e evita o acúmulo de gordura abdominal”, esclarece Maria.

Por que o açúcar faz tanto mal?
Tudo em excesso faz mal e com o açúcar não é diferente. “Além de ser um produto químico sem nenhuma fonte de vitaminas e minerais, ele faz a gente engordar e também prejudica muito a nossa saúde. Entre os problemas mais comuns estão o aumento do colesterol e triglicérides, a piora do sistema imunológico, falta de concentração, distúrbios gastrointestinais e envelhecimento precoce”, diz Maria.

Os tipos
Se mesmo assim você não consegue ficar sem consumir o docinho, pelo menos saiba que há vários tipos do produto no mercado! Veja qual é o que mais a satisfaz:

AÇÚCAR REFINADO: também chamado de sacarose, é o açúcar “comum”, que é usado no preparo da maioria dos pratos. “Esse açúcar é o que passa por maior quantidade de refinamento, ou seja, perde até 90% dos seus nutrientes, restando apenas o que chamamos de ‘calorias vazias’”, explica. Só serve para engordar.

ORGÂNICO: A única diferença do açúcar convencional é que esse  é livre de agrotóxicos.

MASCAVO: “Talvez seja o melhor dos açúcares, pois quase não sofre processo de refinamento. Por conta disso, a sua cor é mais escura”, esclarece.

DEMERARA: É o segundo açúcar mais “saudável”. “Ele passa por um leve processo de refinamento, mas ainda assim consegue manter seus minerais.”

LIGHT: “É a combinação de açúcar refinado (sacarose) com a sucralose (adoçante artificial). É muito doce, mas contém menos sacarose que o refinado”.

ADOÇANTE: os adoçantes são produtos químicos artificiais que têm o poder de adoçar até 600 vezes mais que o açúcar comum.

 

Receita do brigadeiro de biomassa de banana verde
Rendimento: 40 brigadeiros
Calorias: 40 cada
Tempo de preparo: 30 minutos
Leite condensado diet
INGREDIENTES
◗ 400 g de leite em pó desnatado
◗ 150 ml de água fervente
◗ 10 g de sucralose
◗ 2 col. (sobremesa) de óleo de coco

MODO DE PREPARO
Bata todos os ingredientes no liquidificador e reserve.

 

Biomassa de banana verde
INGREDIENTES
◗ 4 bananas bem verdes
◗ Água

MODO DE PREPARO
Lave as bananas com esponja e detergente. Corte as pontas da fruta. Em seguida, em uma panela de pressão com água fervendo, coloque as bananas e deixe-as descansar por 10 minutos. Retire as cascas e leve as frutas para processar. Deixe que a massa fique homogênea.


Brigadeiro
INGREDIENTES
◗ 1 receita de leite condensado diet caseiro
◗ Biomassa de banana verde
◗ 80 g de cacau em pó
◗ 100 g de chocolate diet picado
◗ 150 g de chocolate diet ralado (usar no lugar do granulado)

MODO DE PREPARO
Coloque os quatro primeiros ingredientes em uma panela e leve-os ao fogo brando. Mexa até atingir ponto de brigadeiro comum. Deixe esfriar. Depois é só enrolar e passar no chocolate diet ralado.

Cardápio
Café da manhã: suco detox: 1 folha de couve orgânica + 1 laranja + ½ cenoura + ½ limão + 1 colher (sobremesa) de linhaça + hortelã a gosto
Lanche da manhã: 4 castanhas-do-pará + ½ mamão com 1 colher (sopa) de aveia
Almoço: 1 prato (sobremesa) de salada de rúcula, alface roxa e tomate seco + 3 colheres (sopa) de arroz integral + 3 colheres (sopa) de
feijão-preto + 120 g de filé de frango grelhado + 1 pegador de couve refogada
Lanche da tarde: 1 brigadeiro funcional + 1 ameixa
Jantar: 1 prato (sobremesa) de mix de folhas verdes + 3 colheres (sopa) de abóbora cabotiã cozida com alecrim + 4 colheres (sopa) de arroz de couve-flor + 120 g de filé de peixe assado
Ceia: 200 ml de chá de camomila (1 xícara)

06/02/2018 - 10:00

Conecte-se

Revista Ana Maria