Saiba cobrar por sua venda

Essa etapa é importante, pois se malfeita pode significar vendas ruins e faturamento menor do que o necessário para manter a sua produção

sexta 22 setembro, 2017
Saiba cobrar por sua venda
Saiba cobrar por sua venda Foto:iStock
"Comecei a vender brigadeiro para aumentar a minha renda. Mas não tenho ideia de quanto devo cobrar. Como calculo para descobrir quanto deve custar cada doce e não ter prejuízo?”

E.J., por e-mail

Definir o preço de um produto é complexo. Mas essa etapa é importante, pois se malfeita pode significar vendas ruins e faturamento menor do que o necessário para manter a sua produção. O preço do produto deve ser um equilíbrio entre os custos, a margem de lucro e o estudo do mercado. Em primeiro lugar, o preço deve ser suficiente para cobrir tudo o que foi gasto. No caso do brigadeiro, considere o valor da matéria-prima (leite condensado, chocolate e manteiga) sem deixar de lado os adicionais, como
embalagens e forminhas, além de água, luz e gás. Divida esse total pelo número de brigadeiros produzidos. Por exemplo, se desembolsou R$ 20 para produzir 30 brigadeiros, o custo de cada um é de R$ 0,66. Considere também um estudo do mercado. Vá a lojas que vendem um produto similar ao seu e pesquise os preços. Assim, você terá uma espécie de média do mercado que a ajudará a entender quanto as pessoas estão dispostas a pagar pelo seu produto. Por fim, há a necessidade de olhar a margem de lucro que deseja, ou seja, o quanto receberá após descontar o que gastou. Resumindo: o preço cobrado por cada brigadeiro deve cobrir os custos, estar alinhado com os concorrentes e ainda gerar a renda que você está buscando. Caso os três itens fiquem desequilibrados, você precisará fazer alguns ajustes. Por exemplo, se o valor cobrado pelo mercado é menor do que o que cobre os seus custos, você precisa pensar em procurar matérias-primas mais em conta ou até mesmo mudar de fornecedor.

Mantenha o seu cliente próximo
Ao começar o contato com os seus consumidores, pense além. Entregue a eles uma lista dos produtos que tem disponível com seu e-mail e telefone. Não se esqueça de pegar o contato dos seus principais clientes para que você possa enviar um e-mail ou uma mensagem sempre que tiver novidades ou promoções. Desta forma, você será sempre lembrada, garantindo vendas futuras.

Planeje-se para a variação de renda
Seja por estar começando, ou porque o perfil do seu negócio é de demandas maiores em alguns meses, você precisa programar-se
para enfrentar a mudança mensal de recebimentos. O planejamento envolverá compra de matéria-prima que mudará com a demanda e até mesmo o planejamento das suas próprias finanças.

Marcela Kawauti é formada em economia pela USP e tem mestrado da FGV. Com mais de dez anos de experiência, é economista-chefe do SPC Brasil e colaboradora do portal de Educação Financeira Meu Bolso Feliz.

Envie suas perguntas para Marcela Kawauti pelo e-mail anamaria@maisleitor.com.br
Marcela Kawauti
Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

BEM-ESTAR

  1. 1 Zibia Gaspareto: as mensagens que a médium nos deixou
  2. 2 Doeu e você já toma remédio? Saiba os riscos da automedicação para o corpo
  3. 3 Insônia? Aqui, não! Confira dicas para ter uma noite de sono tranquila
  4. 4 Mensagem da Karlinha: Insista, persista...e avance!
  5. 5 Como aliviar a ansiedade para dormir? Cobertor pode ser opção