Você no azul: Sim, poupar é possível!

É fazendo ajustes no seu orçamento que você confirmará: mesmo ganhando pouco, dá para juntar dinheiro, sim

Marcela Kawauti

Você no azul: Sim, poupar é possível! | <i>Crédito: Shutterstock
Você no azul: Sim, poupar é possível! | Crédito: Shutterstock
"Sempre ouço que é preciso investir. Mas como, se ganho tão pouco e quase não sobra nada?! Qual a mágica?”

L.K., por WhatsApp.


Infelizmente, não tem mágica. É fazendo ajustes no seu orçamento que você confirmará: mesmo ganhando pouco, dá para juntar dinheiro, sim. E sabe o que mais? Você ficará surpresa ao se dar conta de que, com um esforço frequente, consegue acumular um
valor considerável no longo prazo. O primeiro passo é anotar tudo o que ganha e tudo o que gasta para descobrir para onde vai a sua grana. Uma vez que souber disso, é mais fácil identificar o que pode ser redirecionado para uma reserva financeira. Tendo
consciência do valor que consegue guardar, tome isso como uma meta sagrada – todo mês guardar X. Para não falhar no compromisso, encare o valor a ser economizado como se fosse um gasto fixo. Isso quer dizer que você deve tratar o dinheiro da
mesma forma que trata o pagamento do aluguel e da conta de água e luz, ou seja, uma conta da qual não pode abrir mão. E é sempre bom transferir este dinheiro para a sua poupança ou para o seu fundo de investimentos tão logo você receba seu salário. Assim não corre o risco de se esquecer e acabar gastando. Lembre-se de que você não precisa ter um valor muito alto para investir.
Como estamos falando em estabelecer uma meta mensal, o importante é que ela esteja de acordo com o seu orçamento. Da mesma forma que falamos que os gastos devem estar sempre de acordo com o que você ganha, no caso dos investimentos, deve ser da mesma forma. Se você ganha pouco, não tem problema investir um pouco a cada mês. Quem vai fazer a “mágica”, neste caso, será a disciplina de guardar um pouco por mês.


Devagar e sempre
Nunca espere sobrar dinheiro para guardar Enquanto o dinheiro está na conta ficamos tentados a gastar. Porque é muito mais fácil ceder ao prazer de curto prazo (aquelas comprinhas irresistíveis) do que parar para pensar em guardar dinheiro para a aposentadoria. Por isso, para manter a disciplina da economia mensal, é sempre recomendado guardar o valor assim que você
receber o seu salário. Veja só este exemplo: se você guardar R$ 30 por mês durante 30 anos num fundo de renda fixa, terá ao final mais de R$ 40 mil. Se você conseguir fazer um esforço adicional e colocar R$ 50 por mês, o total após 30 anos será de quase
R$ 70 mil. Para R$ 100 por mês, o total acumulado em 30 anos é de quase R$ 135 mil!


Nunca espere sobrar dinheiro para guardar
Enquanto o dinheiro está na conta ficamos tentados a gastar. Porque é muito mais fácil ceder ao prazer de curto prazo (aquelas comprinhas irresistíveis) do que parar para pensar em guardar dinheiro para a aposentadoria. Por isso, para manter a disciplina da economia mensal, é sempre recomendado guardar o valor assim que você receber o seu salário.



Marcela Kawauti é formada em economia pela USP e tem mestrado da FGV. Com mais de dez anos de experiência, é economista-chefe do SPC Brasil e colaboradora do portal de Educação Financeira Meu Bolso Feliz.


Envie suas perguntas para Marcela Kawauti pelo e-mail anamaria@maisleitor.com.br

10/10/2016 - 16:00

Conecte-se

Revista Ana Maria