Casa organizada nas férias: é possível!

Margô Belloni, personal organizer, dá cinco dicas para manter a bagunça da criançada sob controle sem se estressar

Ana Bardella

Casa organizada nas férias: é possível! | <i>Crédito: iSTOCK
Casa organizada nas férias: é possível! | Crédito: iSTOCK

1.

Ajuda com brinquedos

Peças de jogos, bonecos, carrinhos, videogame... Nessa época, tudo isso fica fora do lugar. Para que o ambiente não se transforme em um verdadeiro caos, faça um acordo com a criança: peça que ela ajude a recolher os brinquedos assim que terminar de usá-los. Essa também é uma boa oportunidade para expor seus pertences e decidir o que não está mais sendo usado. Separe esses itens e, com ela, coloque para doação. Para facilitar, abuse de caixas, prateleiras ou outros aparatos práticos e que fiquem à vista dos pequenos. Assim, eles farão sua parte com mais tranquilidade depois de se divertirem.

2.

Paciência extra na hora das compras

Geralmente, você vai ao mercado quando seus filhos estão na escola? Este mês será difícil escapar das compras na companhia dos pequenos. Portanto, tenha uma dose a mais de paciência. Tendo em mente que irá com eles, separe um tempo maior para dedicar a essa tarefa. E, a fim de evitar que se deslumbrem pelos corredores e saiam pedindo itens desnecessários, elabore em conjunto com eles, antes de sair de casa, uma lista com o que irão comprar. Esse é um ótimo exercício para que as crianças comecem a ter noções de organização financeira! Chegando lá, peça ajuda para escolher frutas e legumes, ler a lista, riscar o que já foi colocado no carrinho, empurrá-lo, colocar as compras na sacola etc. Quanto mais ocupados, menos eles ficarão distraídos com os produtos – afinal, o sentimento é de que estão sendo úteis para o cumprimento de algo importante para a rotina da casa!

3.

Elabore um cronograma de atividades

Férias é o melhor período do ano para desfrutar dos momentos em família. Caso haja alguma leitura ou tarefa solicitada pelos professores para ser cumprida em casa, estimule a criança a finalizá-la logo na primeira semana, para que em seguida possa focar na diversão. Ainda que você ou seu companheiro trabalhem, tente separar um espaço para realizar atividades com os pequenos – afinal, são essas as memórias que ficarão guardadas da sua infância quando ele estiver mais velho. Um calendário grande com o planejamento do mês pode ajudar vocês a se programarem. E não precisa pensar em passeios muito caros ou elaborados: um piquenique no parque e até assistir a um filme em casa com a família toda reunida já é o suficiente. É um jeito de mostrar que a diversão também está na convivência com as pessoas e não depende só dos aparelhos eletrônicos. Esqueça um pouco o celular quando estiverem juntos!

4.

Desperte o interesse para as tarefas domésticas 

Pode ser que você esteja tão envolvida com os afazeres da casa que até se esqueça de incluir a criança nessa rotina. Mas, desde cedo, elas podem (e devem) participar dessa dinâmica! Ajudar a arrumar a cama, dobrar os lençóis, tirar o lixo, cuidar do animal de estimação, segurar a roupa para que você estenda no varal... Tudo isso espanta o tédio, ensina lições importantes aos pequenos e ainda faz a maior diferença no final do dia. Na cozinha, eles também podem participar pegando os ingredientes no armário ou ajudando a misturá-los. Deixe que eles assumam responsabilidades de acordo com a sua idade!

5.

Não deixe para voltar à rotina na última hora

É comum que durante as férias as crianças tenham uma liberdade maior com relação aos horários: elas passam a dormir e acordar mais tarde, além de fazer as refeições e tomar banho em períodos diferentes do que estão acostumadas. Para que não sofram com a adaptação quando as aulas retornarem, peça ao seu filho que volte aos poucos com a rotina já na última semana de julho. Afinal, a intenção é que ele volte para o colégio com as energias renovadas – e não mais cansado. Além disso, vale a pena prepararem juntos a mochila para a volta às aulas e checarem se não está faltando algum item do material escolar. Essa é uma boa oportunidade para falar sobre a importância de cuidar dos pertences.

 

06/07/2018 - 13:22

Conecte-se

Revista Ana Maria