Compotas: jeito doce de conservar as frutas

A banqueteira Gil Gondim ensina o segredo para consumir as delícias o ano inteiro

segunda 27 agosto, 2018
Compotas: jeito doce de conservar as frutas
Compotas: jeito doce de conservar as frutas Foto:Divulgação/iStock

Veja mais

Pode ser de figo, mamão, pêssego... Iguaria saborosa que marca a infância de muita gente, a compota é uma forma prática e deliciosa  de aumentar a durabilidade das frutas e uma ótima opção para preservar os nutrientes integrais do alimento. Isso sem falar que custam pouco e trazem à tona aquele sabor irresistível de doce de vó. “Produzida com frutas inteiras ou em pedaços, cozidas em calda feita com água, açúcar e especiarias, ela pode ser servida pura ou com sorvete e queijo, além de ser utilizada como ingrediente para outras receitas”, garante a banqueteira Gil Gondim, autora do livro Conservas do Meu Brasil: Compotas, Geleias e Antepastos (Ed. Senac São Paulo, R$ 37,90). Veja as dicas da especialista de como preparar e armazenar corretamente essa delícia.

Uma receita de sucesso!
A quantidade de açúcar é importante para a conservação do doce. Se for reduzida, a compota pode fermentar. Já em excesso, o doce tende a cristalizar. O ideal é utilizar a proporção de 1 kg de fruta (já preparada para o uso) para 1 kg de açúcar. Prefira os tipos
cristal ou refinado. Açúcar mascavo escurece a receita e pode mascarar o sabor da fruta.

Para evitar que o doce cristalize, adicione 1 colher (chá) de suco de limão para cada quilo de compota. 

Doces feitos com a casca ou de frutas mais resistentes devem ser cozidos em água até amolecerem, antes de entrar na calda.

Para o preparo, escolha uma panela larga e não tão funda para acelerar a fervura, além de atingir mais rapidamente o ponto desejado e reter melhor o sabor.

Se for guardar a compota em um vidro reutilizável, certifique-se de que ele está bem limpo, para melhor conservação do alimento.

Compota de pêssego
Ingredientes
• 5 xícaras (chá) de açúcar cristal
• 2 litros de água
• 2,6 kg de pêssegos, sem casca e sem caroço, cortados ao meio

Modo de preparo
Em uma panela, adicione o açúcar e a água e deixe ferver por 25 minutos. Junte os pêssegos e cozinhe por 15 minutos. Deixe esfriar e transfira o doce para vidros esterilizados.

Rende 4 vidros de 600 ml

Compota de goiaba
Ingredientes
• 4 kg de goiabas (vermelhas ou brancas) maduras e firmes
• 6 xícaras (chá) de açúcar cristal
• 3,5 litros de água

Modo de preparo
Descasque as goiabas, corte-as ao meio e retire o miolo, deixando as cascas limpas. Dissolva o açúcar na água e leve ao fogo médio por 20 minutos ou até formar uma calda rala. Junte as goiabas e cozinhe por 30 minutos. Acondicione a compota em vidros esterilizados.

Rende 3 vidros de 600 ml

Compota de figo
Ingredientes
• 1 xícara (chá) de açúcar
• ¼ de xícara (chá) de água
• ½ kg de figos bem lavados
• 3 fatias de limão sem casca

Modo de preparo
Em uma panela, misture o açúcar com a água e leve ao fogo baixo. Ferva por 5 minutos. Junte os figos e o limão. Cozinhe até que os figos fiquem transparentes. Deixe esfriar e conserve em vidros fechados na geladeira.

Rende 8 porções

Compota rápida de melão e pera
Ingredientes
• 1 melão, sem casca, cortado em cubos
• 1 ½ xícara (chá) de açúcar
• 3 cravos
• 1 anis-estrelado
• 1 canela em pau
• 2 peras fatiadas com casca
Modo de preparo
Numa panela, coloque o melão, o açúcar, o cravo, o anis e a canela. Leve ao fogo com a panela tampada. Cozinhe até o melão ficar transparente. Junte a pera e cozinhe por mais 20 minutos. Ponha numa compoteira e sirva frio.

Rende 10 porções

Compota de manga com canela 
Ingredientes
• 2 xícaras (chá) de açúcar
• 1 xícara (chá) de água
• 4 mangas em fatias finas (não descarte o caroço)
• 1 canela em pau
• Canela em pó para polvilhar

Modo de preparo
Misture o açúcar e a água e leve ao fogo até formar uma calda em ponto de fio fino. Junte os caroços e as fatias da manga e a  canela. Cozinhe em fogo baixo por 20 minutos. Descarte os caroços e deixe esfriar.

Rende 6 porções

Compota de mamão verde
Ingredientes 
• 2, 5 litros de água
• 1 colher (café) debicarbonato de sódio
• 1,5 kg de mamão verde cortado em tiras com a casca
• 4 xícaras (chá) de açúcar cristal
• Cravo e canela em pau a gosto

Modo de preparo
Em uma panela, aqueça 2 litros de água com o bicarbonato e escalde as tiras de mamão para amolecer. Enrole cada tira e, com a ajuda de uma agulha, passe uma linha branca pelos rolinhos, formando um colar. Reserve. Prepare uma calda rala com o açúcar e a água restante (cerca de 10 minutos no fogo). Junte o cravo, os rolinhos de mamão e deixe ferver até ficarem transparentes. Escorra a calda e tire os rolinhos da linha. Coloque os rolinhos de mamão em um vidro esterilizado e despeje a calda por cima.

Dica: faça pequenos cortes na casca do mamão para extrair o leite. Lave e fatie ao meio. Retire as sementes e corte a polpa em lâminas finas com um laminador de legumes ou um descascador de batatas.

Rende 2 vidros de 600 ml

Você sabia?
Depois que a compota estiver pronta, se você escorrer a calda e passar os pedaços de frutas em açúcar cristal, deixando secar em seguida, eles viram frutas cristalizadas.

Compotas são menos calóricas do que outros doces, porque são livres de gordura. Então, quando bater a vontade de comer aquele chocolate, adoce a boca com esse prato.

Conservas do Meu Brasil: Compotas, Geleias e Antepastos, de Gil Gondim Editora: Senac São Paulo
Preço: R$ 37,90

Karla Precioso
Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

BEM-ESTAR

  1. 1 Dia Mundial da Diabetes tem como tema a importância da família
  2. 2 No Dia Mundial da Gentileza, confira atos que fazem a diferença
  3. 3 Susana Vieira revela que tem leucemia: "Estou ótima e feliz"
  4. 4 5 alimentos essenciais para combater a má digestão
  5. 5 Sabia que a alimentação pode causar a rinite alérgica?