AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Celebridades e influenciadores na luta pelo meio ambiente

Tragédias climáticas moldam a imagem dos famosos, mas dinheiro de publicidade ainda vem de indústrias altamente poluentes. Como conciliar?

Gisele Bundchen - Reprodução-Instagram-@gisele
Gisele Bundchen - Reprodução-Instagram-@gisele

Os influenciadores e celebridades estão de parabéns, e o autor deste texto não está sendo irônico, mesmo. Muitos deles usaram de sua imagem para ajudar o Rio Grande do Sul (RS) neste momento de crise, o que aumentou, e muito, as doações às vítimas das chuvas. 

O cenário não era o mesmo há alguns anos. Gisele Bündchen, por exemplo, era uma das poucas celebridades do alto escalão que usavam de sua voz para alertar sobre o clima. Quem se lembra dela no Rock in Rio, em 2017, dizendo que queria plantar 1 milhão de árvores em áreas desmatadas da Amazônia? Nem faz tanto tempo assim, né? Mas parecia algo quase lúdico na época. 

Outro exemplo é Christiane Torloni, que após gravar a minissérie Mad Maria (2005), da TV Globo, na Amazônia, começou a falar mais sobre o tema. Ela ia no extinto Domingão do Faustão e dizia o quanto a luta pela preservação das florestas era importante para o planeta. Ou seja, não é de hoje que as celebridades vêm lutando por isso. Mesmo assim, eram poucas! 

Diferentemente de agora, em que tragédias como a do Rio Grande do Sul (RS) começam a moldar o conteúdo e imagem das estrelas do grande público. Todos, atualmente, parecem se preocupar com o tema. 

Porém, é só entrar no perfil dos mais seguidos do Brasil, que é possível ver propagandas de inúmeras marcas do setor de moda, considerado o segundo mais poluente do planeta. Destaco aqui um levantamento publicado pela Global Fashion Agenda, em 2022, que mostrou que 92 milhões de resíduos têxteis foram descartados no meio ambiente, poluindo tudo por incontáveis anos... 

Muitas destas empresas, como sabemos, também possuem uma agenda ESG (Environmental, Social and Governance), sigla que, resumindo de forma grosseira, diz respeito às diretrizes e parâmetros que as ajudam a diminuir o impacto ambiental negativo das produções no planeta, além de aumentar a diversidade social nos cargos e melhorar positivamente as comunidades que estão ao seu redor. 

O que resta saber, agora, é quantos famosos terão a coragem de renunciar à luxúria excessiva, e se unirem somente às empresas que também estão fazendo sua parte para mudar esta realidade?