AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Calcinha e maiô para ‘aqueles dias’: repórter testou e médicos avaliaram

Kit primeira menstruação e peças variadas fazem parte da linha Pantys como aliados da menina e mulher modernas

por Renata Rode

rodeimprensa@gmail.com

Publicado em 27/05/2024, às 11h03

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Maiô, biquini e calcinha práticos para dias mais "difíceis" - Divulgação
Maiô, biquini e calcinha práticos para dias mais "difíceis" - Divulgação

A tecnologia pode ser aliada quando o assunto é conforto, isso sem falar na ajuda ao meio ambiente. Já tinha lido muito a respeito de calcinhas absorventes, mas sempre achei que aquilo não era pra mim. Confesso que no primeiro momento, eu que fui adepta durante muitos anos do método convencional, me peguei duvidando da eficiência, praticidade e até credibilidade das peças (não por questionar a marca, que amei, diga-se de passagem, mas estranhar digamos assim um novo hábito de vida) que tomou conta da minha rotina e do dia a dia da minha filha.

Sim, bastou ter uma menina de 12 anos em casa para conhecer a novidade do momento e dar adeus aos traumas que a primeira menstruação deixa na gente, e que bom! Ah, como teria sido diferente se isso existisse na minha época! Ao pesquisar, vi que a marca Pantys oferece mais que calcinhas. Eles ofertam opções sustentáveis para o mercado através de calcinhas, cuecas, sutiãs e roupas de banho absorventes gerando um mix de modernidade, design e saúde, sem igual.

Esta matéria trará duas opiniões distintas: da mãe que vos escreve e da filha que acabou se utilizando mais dos produtos visto que eu queria mesmo testar como uma pré-adolescente lidaria com essa tecnologia nova e posso dizer que foi amor à primeira vista, ou melhor, vestida. Tudo porque a pequena utilizou de cara um maiô que além de lindo, a deixou segura para curtir a tarde ensolarada no condomínio. Detalhe que a peça pode ser usada como body e durante a compra você pode escolher o tipo de fluxo para melhor conforto. “A tecnologia da calcinha absorvente ajuda as meninas jovens e adolescentes a terem uma liberdade de poder sair sem se preocupar se o ciclo está ou não por vir. Isso é extremamente interessante nessa faixa etária, uma vez que o ciclo menstrual nos primeiros anos da adolescência costuma ser irregular e muitas vezes imprevisível, então o fato de estar com uma calcinha absorvente evita que essa menina precise estar sempre com um absorvente dentro da bolsa, o que já é um alívio, sem falar na praticidade”, exemplifica a ginecologista e obstetra Ludmila Bercaire.

Outro benefício apontado pela médica se dá ao uso de peças de banho, o que não priva as meninas durante os ciclos. “Nesse sentido é válido contar com a tecnologia do biquíni e maiô absorventes, para dias de fluxo leve a moderado. O fato do tecido ser hipoalergênico e antibacteriano faz com que a mulher ou a menina que esteja utilizando esteja menos susceptível a infecções genitais que são comuns quando ficam de biquíni ou maio molhado por muito tempo durante os dias de verão”.

Ana Mondragon, ginecologista e obstetra integrativa aponta que indica às pacientes esse método desde o início, visando maior conforto, segurança e autoestima para a família toda. “É uma tecnologia que nos ajuda em todos os sentidos, porque ajuda o planeta, preserva nossa saúde já que ajuda a evitar infecções e fortalece a saúde mental já que a praticidade é um dos pilares desse hábito. Além disso, o fato de lavar a própria roupa desperta na menina o senso de responsabilidade e maturidade”, lembra a especialista. Ana ainda ressalta que o uso dessas peças pode trazer uma sensação mais leve ao peso da primeira menstruação. “Atendo muitas mães e filhas em consultório aflitas sobre esse período e como será a adaptação. É preciso conversar bastante, esclarecer e principalmente, explicar bem à menina o que está acontecendo para que ela passe por isso da forma mais natural possível”, lembra.

A opinião do dermatologista

Segundo o dermatologista Gabriel Leal, a calcinha absorvente é boa opção no caso de fluxo leve a moderado. “Por não ter muitas camadas esse produto pode levar a dificuldade de troca durante o dia, o que não acontece com o absorvente convencional. Por outro lado, o absorvente de papel pode trazer problemas como a dermatite, que pode ser alérgica, causada pela fricção constante na região migrando para as regiões próximas ou a dermatite irritativa, que só ocorre no espaço em que houve contato com o papel, sem se alastrar”, explica.

Para o médico, as calcinhas absorventes constituem uma boa opção sim, usando de acordo com as indicações prescritas pelo fabricante. “Essas calcinhas não são ruins, seguem como alternativa para fluxos leves e para pouco período de tempo, para que esse sangue não entre em contato com a pele e não cause uma possível dermatite de contato, que é difícil de acontecer já que, como foi dito, por não ter tantas camadas é um produto que exige troca em poucas horas”. O especialista ainda explica que, no caso dos produtos de papel, quanto mais camadas, ou quanto mais espesso for o absorvente, melhor, pois faz com que o sangue, não entre em contato com a pele diretamente, ficando absorvido internamente dentro do absorvente”.

Para Leal, o absorvente interno é uma boa opção para mulheres já que garante uma maior absorção do fluxo e não permite que o sangue entre em contato com a pele. “É claro que a escolha do absorvente é algo muito pessoal e é necessário que a paciente respeite seus limites e seu corpo. Algumas mulheres não usam absorvente interno por acharem desconfortável, outras, já não tem a mesma opinião, mas o que vale é dizer que a tecnologia está cada dia que passa mais a favor da nossa saúde e qualidade de vida”, finaliza.

Veredito do teste de mãe e filha

De acordo com a marca, Pantys é a única clinicamente testada no mundo e tornou-se a primeira marca de moda brasileira a adotar a etiqueta carbono neutro em suas peças, que mede, reduz e compensa as emissões de carbono que produz durante a confecção. Aqui em casa, o kit “Primeira Menstruação” que custa R$ 180 e contém uma calcinha absorvente, um sabão especial da marca (Bubbly para lavagem da peça), uma caneta eco-friendly de papel, um caderno exclusivo e um saquinho de lavagem fez sucesso. A filhota aprovou o uso e amou lavar com o sabão especial, eu explicando tudo, obviamente, para que a peça dure mais (e sim, eles dão todo suporte com relação às dúvidas que a gente sempre tem, afinal é uma tecnologia nova).

Da minha parte, experimentei a calcinha mesmo e posso dizer que achei um pouco “estranho” nos primeiros dias, mas é só mudança de hábito mesmo. Vale ressaltar que por ser uma calcinha absorvente, ela tem o formato maior, ou seja, não é digamos nada sexy e nem é pra ser. Só decidi escrever isso aqui porque foi uma das coisas que me chamou a atenção ao receber o produto em mãos. No mais, o ser humano se molda a tudo, ainda mais quando falamos de algo bom, não é mesmo? Finalizando, a gente super aprovou aqui em casa e a pequena saiu contando para todos que testou e amou e que foi pra matéria da mamãe. Afinal, filha de peixe, é sereia!