AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Comprovado: viagem a dois renova relacionamento e cria memórias

Especialistas recomendam experiência e Confraria Colonial é destino de luxo a 40 minutos de São Paulo com diferenciais

por Renata Rode

rodeimprensa@gmail.com

Publicado em 02/06/2024, às 15h57

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Suíte Casa do Bosque: bangalô com 50m² com direito a piscina e ofurô exclusivos e área externa isolada - Divulgação
Suíte Casa do Bosque: bangalô com 50m² com direito a piscina e ofurô exclusivos e área externa isolada - Divulgação

Estamos em Junho, o mês mais romântico do ano e os hotéis se preparam para receber uma enxurrada de casais apaixonados por conta do Dia dos Namorados, mas isso não deveria acontecer apenas em datas comemorativas. Segundo uma pesquisa feita pela U.S. Travel Association, organização sem fins lucrativos que representa todos os componentes da indústria de viagens, casais que viajam juntos costumam estar mais satisfeitos com sua vida amorosa. O estudo foi realizado com mais de mil adultos e mostra o quão benéfico é curtir momentos a dois e desbravar novos lugares no mundo. Aliás você sabia que 72% dos casais que viajam acreditam que as aventuras ajudam a manter o romance vivo? Agora imagine desfrutar dessa experiência em meio a um paraíso que fica a apenas 40 minutos da capital paulistana? Nossa repórter passou pela experiência de hospedar-se no Confraria Colonial, hotel considerado boutique que fica em Mairinque, pertinho da grande São Paulo, com acesso Rural, no Km 68,5 da Rodovia Castelo Branco.

De cara fomos surpreendidos com o carinho e profissionalismo da equipe que nos recebeu. Realmente aqui, você tem um atendimento diferenciado e não é apenas mais um hóspede. Fomos convidados a um brinde com espumante na recepção toda trabalhada com decoração vintage e acolhedora e percebemos que estávamos em um local para celebrar a vida, a natureza, o amor e um tempo só para nós. O Confraria Colonial Hotel Boutiquefoi construído ao longo de 7 anos trazendo para São Paulo um pedaço do requintado barroco mineiro que tanto agrada. Aliás, o empreendimento lembra as antigas vilas do século XVIII e foi inspirado em construções coloniais. “Inserido em uma bela mata nativa de 200 mil m² é endereço certo para quem busca tranquilidade, diversão e até a realização de eventos corporativos exclusivos. Aqui, o foco deixa de ser somente uma boa suíte com café da manhã e passa a ser uma experiência exclusiva do hóspede numa atmosfera temática e acolhedora com um atendimento mais próximo e atencioso. O número reduzido de apartamentos garante aos hóspedes o máximo de conforto e privacidade”, explica Fabio Fagosi, proprietário do Hotel.

Após o brinde, fomos conferir a tal Suíte Casa do Bosque reservada especialmente para nós e ficamos sem palavras. É realmente uma casa: um bangalô inteiro 50 m² todo em madeira, com ofurô externo exclusivo da suíte, varanda, área de descanso externo, rede, piscina climatizada e privativa, SKY HDTV, ar condicionado, frigobar, wi-fi, cofre e muito mais. Entendi que o conceito de Hotel Boutique está nos detalhes da hospedagem que são inesquecíveis. Dos mimos no banheiro da marca Granado (shampoo, condicionador, sabonete líquido e em barra) às toalhas enormes e felpudas aos roupões, do ar quente ou frio, tudo é preparado para agradar os hóspedes. Destaque para o toalheiro térmico ao lado da ducha dupla que deixa as toalhas quentinhas e maravilhosas e a vista da mata desde um lado do banheiro a outro, com enormes e charmosas vidraças.

Foram várias as surpresas: uma cama impecavelmente arrumada com direito a muitos travesseiros, edredon e cobertores maravilhosos, um home theater de tirar o fôlego sem falar no charme da máquina de café exclusiva no quarto, frigobar e serviços home service impecáveis. Uma das experiências inesquecíveis foi experimentar o ofurô enorme e confortável, que fica no meio da mata fechada, com direito a vinho e porção de queijos com nozes. Esse tipo de aventura alimenta o romance e nos faz refletir sobre o que realmente importa na vida e avaliar o quanto momentos como esses são essenciais para nossa saúde física e mental. Escolhemos a playlist da rádio do Hotel que foi reproduzida na TV (que podia ser vista diretamente do ofurô), enquanto estávamos na água quente, degustando uma boa bebida e conversando sobre a vida.

Outro momento marcante foi a visita ao deck suspenso de madeira que fica a mais de 15 metros do chão, em meio à mata fechada mesmo, construído pelo proprietário do local logo após a pandemia. “Nós fizemos um lugar especial que permitisse uma conexão com a natureza de forma mágica, com vários nichos com sofás, mesas, cadeiras espalhados e divididos em várias alturas, para que o casal ou família posso desfrutar de um momento único de uma conversa ou até de um almoço ou jantar, quando agendado com nossa equipe”, explica Fagosi. A área fica aberta ao público e tem até um “Taiko”, um instrumento milenar em que a pessoa mentaliza um desejo e bate somente uma vez no bumbo esperando que os deuses escutem seu pedido através da vibração ecoada no meio da mata.

Depois de descrever a estrutura, preciso falar da gastronomia. O Hotel trabalha com um chef que elabora o cardápio de acordo com as vontades dos hóspedes naquela estadia. No momento da reserva, eles já perguntam se há alguma restrição de alimentação e tudo é artesanalmente preparado para que, ao sentar-se à mesa, o casal possa escolher o que quer dentre opções variadas, compondo antepastos, salada, prato principal e sobremesa. É possível reservar a adega para um jantar privativo e foi isso que fizemos na noite de sábado e tudo mais uma vez nos surpreendeu: o ambiente da adega é mágico e nos permite adentrar em uma atmosfera de nostalgia, inclusive por conta da vitrola que funciona super bem e da coleção de discos de vinil à disposição. Ouvimos de Madonna a Rita Lee, de Julio Iglesias a clássicos maravilhosos, embalados por um jantar perfeito, regado a um vinho seleto e novamente, um atendimento único. “Para um Hotel Boutique a equipe faz toda a diferença porque ela é quem dá a alma do estabelecimento. É ela que além de servir, deve cuidar do hóspede em todas suas demandas e se empenhar para superar suas expectativas”, lembra o empreendedor. Ah, detalhe para o café da manhã memorável, que traz muitas opções de releituras de misto quente, por exemplo, ou pão com ovo, mas preciso registrar que os pães caseiros de azeite e brioche seguirão pra sempre em minha memória afetiva e gastronômica (eles vendem se você quiser levar pra casa). Ah, um dos carros chefe do famoso café é o pão de queijo de receita exclusiva e secreta, feito artesanalmente que chega em uma cestinha só sua e quentinho (até agora relembro o aroma inexplicável). Fica a dica.

Como colunista de Revista Ana Maria Digital, visitei o Hotel no fim de maio, ou seja, fora da temporada conhecida como "época do amor" e posso dizer que aprovamos o "esquenta" que aconteceu antes do doze de junho, amado por uns e temido por outros. Além de nos conectarmos mais, vivenciarmos experiências e fazer novos amigos, percebemos que, após a experiência, já fizemos questão de marcar outras aventuras que você deve acompanhar aqui no portal, em breve!

Quanto custa um Hotel Boutique

É claro que tanto cuidado e conforto tem seu preço e a Confraria Colonial trabalha com pacotes com pensão completa e diárias variadas, sendo que todas opções de hospedagem incluem SKY HDTV, wi-fi, ar condicionado, frigobar, cofre. Os preços das diárias variam de R$ 1887 (Suíte Visconde apto de 18m² que inclui varanda, piso frio, cama queen size, ducha e amenities Granado, além de rede no hall do apartamento) a R$ 3850 (Suíte Imperatriz Du Vin apto de 150m² com piscina privativa, jacuzzi de pedra aquecida e hidromassagem, varanda e rede, amenities Granado). A Casa do Bosque que nos abrigou tem a diária a R$ 3520 já que conta com área externa privativa, ofurô e piscina exclusivos, além de varanda e deck. Ainda, o espaço conta com sofás e mesas para refeições, local para fogueira, churrasqueira, dentre outras funcionalidades.

Viagem a dois: o que dizem as especialistas em relacionamento

Para não ficar só focada em minha experiência pessoal, procurei a ajuda de duas profissionais maravilhosas que entendem do assunto e as questionei sobre os benefícios de viajar a dois. Para Luana Couto, psicóloga especializada em Terapia Cognitiva Comportamental esse tipo de experiência ajuda o casal a se reconectar. “Traz à tona sentimentos e lembranças que ficam adormecidas ou esquecidas na rotina corrida da vida moderna. Viajar juntos, tirar um tempo mesmo que seja um ou dois dias para o casal permite a reconexão e essa ação faz com que eles vivam novamente o romance. Mais do que isso, em se falando de família, quando um casal se permite essa pausa, viaja e fica mais feliz, isso impacta a todos positivamente, inclusive os filhos, além é claro de renovar valores sendo que os pais passam a ser exemplos também, é claro”.

A especialista ainda levanta outra questão: a importância do contato com a natureza na escolha dos locais para viajar. “A natureza nos faz conectar com o melhor que cada um carrega dentro de si, suas experiências de vida e existência, ela abre portais importantíssimos sobre nossa própria existência. O amor com certeza do casal se potencializa nesse universo. O casal se liberta das amarras da vida cotidiana e principalmente do ritmo dos grandes centros urbanos que podem sim envenenar qualquer relação. A natureza é um verdadeiro antídoto do bem para quem procura estabilizar a sua relação de uma maneira inteligente e saudável”. Mas veja, não estamos falando aqui de condição social e sim, de disponibilidade e profundidade de relacionamento. “Eu diria o casal que entender esta combinação, vai conseguir se conectar com a frequência que quiser, independente da condição financeira que tiver. Porque não dependerá do lugar em si, mas da experiência. A soma de ter a companhia um do outro, poder olhar para os pontos que os unem, retomar projetos, revisita-los, olhar para o que importa e dispensar o que é acessório, com a ajuda do ambiente mais favorável do mundo: a natureza que dá de graça uma série e estímulos que proporcionam o prazer e o ineditismo de cada cena. No cérebro, além de memórias prazerosas, vem a produção de neurotransmissores poderosos e hormônios que reverberam para o organismo como um todo”, ensina Couto.

A também psicóloga e educadora sexual Tatiana Presser concorda em gênero, número e grau e ainda adiciona informações importantes. “A viagem a dois promove um fortalecimento do vínculo já que você sai do cenário do seu dia a dia e deixa de lado as preocupações também, mesmo que por alguns instantes. O casal amplia os interesses, tem novos assuntos para poder conversar. Na questão íntima, obviamente, você vai chegar a um cenário que é completamente diferente e isso vai estimular dopamina, adrenalina e, efetivamente, aumenta a libido e a energia sexual”. E a especialista ainda afirma que a viagem a dois tem duas vantagens. “Essa experiência pode mudar a comunicação de vocês, se ambos deixarem os eletrônicos de lado e se permitirem falar sobre sonhos, expectativas e sobre a vida em geral e ainda traz uma renovação do tesão do casal, já que a relação íntima realizada em um local diferente fica mais fortalecida, trazendo aos dois a sensação de aventura, que é extremamente afrodisíaca”, finaliza.