AnaMaria
BBB / BBB

BBB 22: Eliezer, Jessilane, Douglas Silva e Arthur Aguiar integram o 15º Paredão do reality

Gustavo indicou Jessi e Eli, e desempatou o voto da casa, indicando Arthur e formando a 15ª berlinda

Da redação Publicado em 15/04/2022, às 23h47

O décimo quinto paredão do BBB 22 está formado - Reprodução/TV Globo
O décimo quinto paredão do BBB 22 está formado - Reprodução/TV Globo

O décimo quinto Paredão do BBB 22 está formado! Jessilane, Douglas Silva, Eliezere Arthur Aguiar disputam a permanência na casa.

Tudo começou quando o apresentador Tadeu Schmidt surgiu no telão da casa mais vigiada do Brasil, e perguntou quem Gustavo, líder da semana, gostaria de indicar. 

Prontamente o rapaz colocou Jessi na berlinda. Mas não parou por aí, e o comandante da atração pediu para que ele emparedasse mais um confinado. O empresário optou por Eliezer.

Na sequência, os demais participantes da casa votaram no confessionário. Douglas Silva e Arthur Aguiar acabaram empatando em número de votos, e com o voto de minerva, o líder da semana decidiu colocar o marido de Maíra Cardi na berlinda.

O ator, por sua vez, teve direito a um contragolpe e acabou puxando D.G.

JUSTIFICATIVAS

Com isso, Tadeu pediu para que os participantes explicassem o por quê de quererem permanecer no reality show.

Por ordem alfabética, Arthur foi o primeiro a se justificar.

"Quero muito continuar no programa porque faltam só quatro passos para a tão sonhada e improvável final. Entrei achando que ia sair na primeira semana e aqui estou entre os sete. Acho que minha trajetória foi muito coerente com minhas falas e atitudes. Já sou muito grato com tudo que vivi, mas peço que o público me deixe sonhar um pouco mais e chegar na final", disse.

Douglas Silva, então, explicou suas razões.

"Eu estou me entregando, me jogando. Não esperava chegar tão longe nesse jogo. Peço ao Brasil que me deixe ficar. Eu tinha o intuito de chegar à final. Peço mais uma vez: Brasil, me ajude a ficar", afirmou.

Depois, Eli declarou.

"Desde que eu fui selecionado, fiquei me perguntando por que eu? (...) Peço para que as pessoas me deixem continuar. Já me trouxeram até aqui, me ajudem a continuar."

Por fim, Jessilane se defendeu.

"Passei por muitas coisas. Joguei sim, da forma que achei coerente. Consegui mostrar que não é só a Jessi que só chora, mas muitas outras coisas. Falei o que devia, o que não devia. Brasil, deixa eu ficar", concluiu.