AnaMaria
BBB / BBB

BBB 22: Eliezer tenta acalmar Eslovênia sobre paredão: “Tu vai voltar”

Com mais de dois meses de programa, Eslovênia enfrenta um paredão pela primeira vez

Da Redação Publicado em 02/04/2022, às 13h26

Eliezer tenta acalmar Eslovênia sobre paredão - Reprodução/Globoplay
Eliezer tenta acalmar Eslovênia sobre paredão - Reprodução/Globoplay

Com mais de dois meses de programa, Eslovênia enfrenta um paredão pela primeira vez. A sister foi para a berlinda nesta sexta-feira (1º) e se mostrou bastante preocupada após o programa ao vivo.

A miss conversou com Eliezer, Lina e Jessi para falar sobre o jogo. Os três apoiaram Eslô e tentaram acalmá-la.

"Mulher, não tem nada de derrotada! Força na peruca!", disse Lina. 

"Tu vai voltar, tu vai ficar! A gente vai virar esse jogo. Vai ter uma prova do líder, a gente vai pegar a liderança e vamos virar esse jogo", afirmou Eli. 

Eslô aproveitou o momento para fazer um apelo ao público: "Oh, minha gente... Pelo amor de Deus, me deixem ficar, vamos fazer mutirão!".

PAREDÃO

Para a surpresa dos confinados do BBB 22, a noite desta sexta-feira (1º) contou com um Paredão extra.

Tadeu apareceu no telão da casa mais vigiada do Brasil, e começou concedendo a notícia de que o Anjo da semana era autoimune. Ou seja, ninguém da casa poderia votar em Jessilane.

Na sequência, o apresentador revelou que Gustavo precisaria emparedar um dos participantes que estava cumprindo o castigo do monstro. Entre Arthur Aguiar e Paulo André, ele escolheu o velocista. Além dele, O empresário também indicou Eslovênia Marques para a berlinda.

Por fim, os brothers votaram no confessionário, e quem recebeu mais indicações pela casa foi Douglas Silva.

Tadeu, então, anunciou: "Eslô, D.G e P.A então no Paredão".

CONFIGURAÇÃO DE VOTOS

EliezerEslovênia conversaram na hidromassagem da casa mais vigiada do Brasil, após a consagração de Jessilane como anjo da semana, na tarde desta sexta-feira (1º).

Imediatamente, eles começaram a discutir o Paredão da semana. Os dois concordaram que a escolha de Jessi para o Castigo do Monstro colocou a bióloga na reta.

"Acho que essa semana, eu só vou se o D.G tiver contragolpe em cima do seu", afirmou Eliezer, dizendo ainda sobre um contragolpe de Eslovênia caso vá para o Paredão pelas mãos do líder da semana, Gustavo. "Eu acho que essa questão do monstro e do anjo mudou a configuração do jogo deles", afirmou Eli.