AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

BBB 22: Paulo André volta a criticar sorteio da Prova do Líder

Paulo André chora durante almoço do líder por causa de sorteio para decidir liderança

Da Redação Publicado em 13/03/2022, às 19h46

Paulo André chora durante almoço do líder - Reprodução/Globoplay
Paulo André chora durante almoço do líder - Reprodução/Globoplay

O atleta Paulo André ainda não superou a forma como foi decidida a liderança desta semana. Na tarde deste domingo (13), ele voltou a criticar o sorteio para decidir o líder após a dura prova de resistência.

Os brothers do quarto grunge Douglas Silva, Arthur Aguiar, Paulo André e Pedro Scooby estavam conversando quando o surfista disse que sempre estava preparado para o pior. Discordando, P.A. disse que não via outra opção a não ser vencer.

"É um bagulho que eu preciso trabalhar. Que tá me machucando. Querendo ou não, o lance da prova até agora, mano, eu fico assim: 'P*rra!'. Me martirizando. Tô digerindo ainda", desabafou Paulo André pros amigos.

Arthur Aguiar apoiou o atleta: "Ele deu um exemplo que eu achei f*da. Ele falou: 'irmão, é a mesma coisa que eu fazer uma corrida de 100 metros (...) aí quando chega em 80 metros, falam: 'Para, para. Então, gente, hoje não vai ter linha de chegada. Vamos sortear e a gente vê quem vai ser o campeão'", disse.

Em seguida, as câmeras que focavam na conversa dos brothers foram cortadas. 

BORA PRA PRÓXIMA

Durante o almoço do anjo, Paulo André chorou ao lembrar da prova novamente, relembrando do filho que passou 21 dias hospitalizado. "Se eu precisasse ficar 21 dias sem comer por ele, eu ficaria", disse.

Os amigos tentaram tranquilizar o amigo, que respondeu: "Bora pra próxima". "Agora a gente sabe que são 24h", finalizou Douglas.

DESABAFOU

Chateado com o sorteio para decidir o líder da semana nesta sexta-feira (11), Paulo André aproveitou para desabafar mais uma vez no Raio-X da manhã deste sábado (12).

No confessionário, o atleta disse que não ficou chateado por ser líder, mas por achar injusto uma prova de resistência ser concluída na sorte.

"Então, rapaziada, ficou bem nítido que eu senti o golpe sobre o resultado da prova, mas eu estou bem ansioso. Estou com medo disso ter batido errado para vocês, público e Brasil inteiro", desabafou P.A., apreensivo.

O atleta, então, se explicou sobre sua reação: "Não é sobre ter perdido, até porque nós, atletas de alto rendimento, a gente aprende a saber perder e saber lidar com a derrota, mas eu estava ali muito empenhado em vencer, em nenhum momento eu pensei em desistir ou fraquejei".