AnaMaria
BBB / BBB

BBB 22: Tadeu Schmidt comenta saída de Tiago: “Dificuldade de jogar”

Tadeu Schmidt comentou a desistência de Tiago Abravanel durante o programa ao vivo

Da Redação Publicado em 28/02/2022, às 00h47

Tadeu Schmidt comenta saída de Tiago: “Dificuldade de jogar” - Reprodução/Globoplay
Tadeu Schmidt comenta saída de Tiago: “Dificuldade de jogar” - Reprodução/Globoplay

A desistência de Tiago Abravanel do Big Brother Brasil neste domingo (27) foi o principal acontecimento do reality hoje. Durante o programa ao vivo, Tadeu Schmidt falou mais sobre o ocorrido.

"Hoje durante a tarde o Tiago Abravanel apertou o botão de desistência e deixou o programa. Pegou os outros participantes de surpresa", começou.

Em seguida, Tadeu Schmidt falou que essa decisão é um desfecho da história que o próprio artista escolheu escrever dentro do BBB. “Durante o tempo que esteve na competição, o Tiago nunca escondeu a dificuldade que ele tinha de jogar esse jogo”, continuou ele. "O Tiago não queria se resumir a um grupo. Ele mesmo dizia que priorizava as relações”, disse.

“E conseguiu mesmo se relacionar bem com a casa toda, ser querido por todos, mas isso não fez com que Tiago criasse alianças fortes, capazes de protegê-lo”, finalizou o apresentador.

PERDEU TUDO

Na tarde deste domingo (27), Tiago Abravanel chocou os participantes e o público ao apertar o botão para desistir do BBB. Além de abrir mão do prêmio milionário, o apresentador também não tem acesso aos prêmios conquistados durante o reality.

Cada participante do grupo camarote, ao entrar no reality, ganha um cachê de R$ 30 mil, pagos em quatro parcelas: metade ao assinar o contrato e três 'salários' de R$ 5 mil ao longo do trimestre que dura o programa. 

Já para os pipocas é um pouco diferente: os anônimos recebem apenas um salário mínimo por mês e mais R$500 por semana. 

O contrato assinado por todos os participantes também prevê que, em caso de desclassificação, eles perdem o direito "a qualquer remuneração, prêmio ou indenização pela Globo". 

Além disso, o documento também descreve que, no caso de "descumprimento de quaisquer das obrigações assumidas pelas partes, bem como no regulamento, a parte infratora ficará sujeita ao pagamento de uma multa de R$ 1,5 milhão.