bbb   / Identidade capilar

'BBB21': após desabafo sobre racismo, Pocah fala de conflito da filha: ''Dói na alma''

Cantora disse que a herdeira já passou por uma crise de identidade com o cabelo

Da Redação Publicado terça 6 abril, 2021

Cantora disse que a herdeira já passou por uma crise de identidade com o cabelo
Pocah é mãe da pequena Vitória, de apenas 4 anos - Instagram/@pocah

O desabafo de João Luiz sobre a fala racista de Rodolffo, no 'BBB21', repercutiu dentro e fora da casa. Na madrugada desta terça-feira (6), após o Jogo da Discórdia, Pocah relembrou um momento em que a filha Vitória, de apenas 4 anos, teve uma crise de identidade com o próprio cabelo. 

"O cabelo dela é crespo. Com 3 aninhos, estava dando banho nela, penteando o cabelinho dela e ela começou a falar que o cabelo dela era feio. 'Queria que meu cabelo fosse igual o seu'", contou a cantora.

Em seguida, Pocah disse que seu cabelo é liso naturalmente e a menina reafirmou que desejava que os fios fossem iguais aos seus. "'Não, mas eu não gosto, meu cabelo é feio'. Eu fiquei muito mal. Minha filha é linda, ela é uma princesa, o cabelo dela é lindo. Ela é uma boneca, perfeita. E ver uma criança linda dizer que o cabelo dela era feio...", contou, emocionada.

Os administradores das redes sociais da funkeira também se manifestaram sobre o acontecimento e ressaltaram a atitude da sister em fazer com que Rodolffo se desculpasse com João. "A reclamação que Pocah ouviu hoje de João Luiz, ela poderia ter ouvido de sua filha. Por isso sua reação enérgica, que deveria ser a reação de qualquer pessoa ao ouvir os absurdos desferidos."

"O racismo magoa, o racismo fere. O racismo é um problema que já deveria ter sido extinto da nossa sociedade e, somente com reações enérgicas é que as pessoas irão entender o quanto isso machuca. Nesse ponto, precisamos de muitas Pocah’s e muitos João Luiz, dia a dia na TV aberta, nas ruas, na vida! Chega de racismo!", afirma o post.

ENTENDA
No Jogo da Discórdia da última segunda-feira (5) do 'BBB21', João aproveitou sua vez para desabafar sobre a fala racista de Rodolffo. 

O professou contou que no último sábado (3), o cantor comparou a peruca de homem das cavernas do castigo do Monstro com seu cabelo. 

"Isso pra mim tocou num ponto muito específico porque o jogo pode ser sim de coisas que a gente vive aqui dentro, mas ele precisa também ser um jogo de respeito. Eu te daria mais umas quatro flechas daquela", desabafou.  

Em seguida, Tiago Leifert deu a chance do cantor se defender. O problema foi que ele acabou reafirmando seu comentário. "Cara, se todo mundo observou como que era a peruca do Monstro, acredito eu que... é um pouco semelhante. E não tem nada a ver isso, nada a ver", disse antes de ser interrompido por João. 

"Não é, não é", discordou o rapaz, chorando. "Aquela hora no quarto, Rodolffo, eu me calei. Eu não falei nada. Mas você não sabe o quanto aquilo que você falou me machucou. Me machucou muito. Não adianta vir com discurso de que não foi sua intenção porque eu tô cansado de ouvir isso e não é só aqui dentro, é lá fora também. Nunca ninguém tem a intenção de machucar, nunca ninguém tem a intenção de fazer as coisas com a gente", disparou. 

O sertanejo, por sua vez, continuou dizendo que não sabia que sua fala tinha sido um incômodo ao brother. "Você não tá entendendo. Por que não é mais fácil reconhecer que você errou, cara? E você fala pra mim que é semelhante. Você acabou de reafirmar. Eu não sou um desenho animado. Eu não sou a Pedrita [personagem dos Flintstones] para ficar usando peruca de pré-história. Tem osso no meu cabelo? Não tem, não, irmão. Você não sabe, mas eu sinto isso aqui desde o dia que eu nasci", desabafou João, visivelmente emocionado.

Nesse instante, Pocah interviu e disse: "O mínimo era pedir desculpas." Rodolffo, então, se desculpou com o rapaz e falou: "Mas é que eu só fui saber disso agora", justificou.

Com a situação, alguns participantes foram consolar o professor, que chorou ao relembrar o episódio racista. Rodolffo, inclusive, tentou se aproximar de João, que ressaltou que aquele não era o momento. 
 

Último acesso: 18 Apr 2021 - 05:29:39 (1143329).