AnaMaria
BBB / XI...

‘BBB21’: Fiuk revela que já foi à falência: “Me dei mal”

O ator precisou vender carro de luxo para recuperar o dinheiro

Da Redação Publicado em 12/02/2021, às 15h19 - Atualizado às 15h19

O carro é avaliado em R$ 150 mil - Instagram/@fiuk
O carro é avaliado em R$ 150 mil - Instagram/@fiuk

Nem tudo são flores para o filho de Fábio Jr: em conversa com Caio e Rodolffo, no ‘Big Brother Brasil 21’, Fiuk revelou que já passou por dificuldades financeiras e teve que vender um de seus carros de luxo para recuperar o dinheiro. “Foi punk, me dei mal aí. Precisei da grana”, disse. 

O veículo mencionado é um Skyline GTT-25 R34, avaliado em R$ 150 mil. Fiuk adquiriu o carro em 2011, logo após a sua participação em ‘Malhação’ e o sucesso da banda Hori. 

Para se ter ideia, o modelo é tão exclusivo que teve que ser importado diretamente do Japão para Fiuk. Além disso, é muito aclamado pelos admiradores de videogame e já apareceu em alguns filmes da franquia ‘Velozes e Furiosos’. Atualmente, não é mais fabricado pela Nissan. 

Apesar do valor, o veículo não é autorizado a circular no Brasil, já que seu volante fica do lado direito. Dessa maneira, Fiuk adquiriu o carro para a prática de Drift - esporte automotivo que é adepto há mais de dez anos. Também foram feitas diversas modificações para adaptar o carro à modalidade. 

MOTIVOS

Apesar de Fiuk não ter esclarecido as razões de sua falência durante a conversa no 'BBB 21', é possível traçar um paralelo entre o fato e alguns acontecimentos da vida do ator na época. 

Tudo começou quando o filho de Fábio Jr. se envolveu em um acidente de trânsito em Barueri, cidade onde mora. Em seguida, decidiu investir certa grana em outros dois carros: um Mustang e um Nissan, ambos avaliados em R$ 115 mil e destinados à prática de Drift.

Para completar, Fiuk acabou perdendo dinheiro devido à suspensão de um festival que costumava promover mensalmente entre pilotos de Drift. Sendo assim, a soma dos fatores é a provável responsável para que o ator decretasse falência em 2014.