AnaMaria
BBB / BBB 22

'BBB22': Maíra Cardi invade live de irmão de Jade Picon e ameaça processo

Equipe de Jade Picon acusou Arthur Aguiar de praticar "gaslighting" contra a participante

Redação Publicado em 09/02/2022, às 21h15

Maíra Cardi invade live do irmão de Jade Picon - Instagram/@leopicon
Maíra Cardi invade live do irmão de Jade Picon - Instagram/@leopicon

Maíra Cardi chamou a atenção dos espectadores do 'BBB22', na madrugada desta quarta-feira (09). Tudo porque a coach, que é esposa de Arthur Aguiar, invadiu a live do irmão de Jade Picon, também confinada, para pedir a remoção de uma postagem feita pelos administradores da conta da influenciadora.

A publicação, que foi redigida pela psicanalista Manuela Xavier, acusava o ator de praticar "gaslighting", uma forma de manipulação psicológica profunda, contra a morena.

Na conversa com Leo Picon, Maíra disse que estava acompanhada de sua advogada, e já havia pedido para a equipe da jovem apagar o post, mas não obteve resposta.

Desta forma, ela solicitou ao irmão da líder da semana que entrasse em contato com os responsáveis, uma vez que o conteúdo poderia até mesmo ser classificado como crime, e as consequências da postagem poderiam cair sobre Jade.

O também influenciador aproveitou o momento para se defender. "Eu não tenho nada a ver com a equipe dela de redes sociais, mas com certeza eu passo esse recado. Eu vi a publicação e compartilhei nos meus stories como um ponto de vista, mas eu nem sabia que gaslighting era algo desse tipo", afirmou.

Prontamente, Maíra explicou que se trata de uma manipulação que pode causar transtornos psicológicos. "Uma coisa é o jogo e outra é o que acontece aqui fora. Sua irmã não faz a menor ideia e não tem a menor culpa", disse a ex-BBB.

Depois da conversa, ela agradeceu o suporte oferecido pelo rapaz, que fez com que o post fosse apagado rapidamente. A esposa de Arthur também aproveitou para falar sobre o assunto em suas redes sociais.

"A Jade, que está lá dentro, não tem culpa e nem conhecimento, ela não sabe. Mas quando ela estivesse aqui fora, ela teria cometido um crime. Uma coisa é o jogo, outra coisa é aqui fora, e a internet não é terra sem lei. Isso é muito grave”, explicou.