AnaMaria
BBB / Eita!

Ficha criminal: relembre ex-brothers investigados pela justiça após polêmicas

Veja ex-brothers que foram expulsos do confinamento e ainda foram indiciados

Da Redação Publicado em 17/01/2022, às 17h34

Dhomini, Marcos Harter e Felipe Prior são alguns dos ex-brothers que tiveram problemas judiciais - Instagram/@dhomini_adriana/ @drmarcosharter / @felipeprior
Dhomini, Marcos Harter e Felipe Prior são alguns dos ex-brothers que tiveram problemas judiciais - Instagram/@dhomini_adriana/ @drmarcosharter / @felipeprior

O ‘BBB22’ começa nesta segunda-feira (17) e já fomos apresentados aos participantes do Camarote e da Pipoca, mas enquanto o reality não começa, vamos relembrar momentos e pessoas polêmicas de edições passadas do programa.

Confira alguns ex-brothers que tiveram envolvimento com justiça durante o confinamento:


DANIEL ECHANIZ, ‘BBB12’


A décima segunda edição do programa, Daniel foi acusado de estupro contra Monique Amin e acabou expulso do ‘Big Brother’. Em vídeo viralizado na internet, o público percebeu que Daniel estava fazendo "movimentos suspeitos" embaixo do edredom com a modelo, que no momento do ocorrido estava sob efeito do álcool. Após investigação e depoimento da ex-sister, a justiça entendeu que não houve crime e o caso foi encerrado.

ANDRÉ AUGUSTO, 'DHOMINI', ‘BBB13’

O ex-BBB causou polêmica na 13ª edição do programa, ao dizer que tinha o costume de torturar animais. Na ocasião, ele contou para o colega de confinamento, Yuri, que tinha arrancado todos os dentes de um cachorro com um machado. A história bombou em todo Brasil e acabou virando ação na justiça, mas foi encerrada após descobrir-se que tudo não passava de uma mentira, contada no programa pelo participante para "impressionar" os colegas.


LAÉRCIO DE MOURA, ‘BBB16


O ex-participante foi investigado pela polícia após dar declarações para outra colega, Ana Paula Renault, que gostava de se relacionar "com meninas mais novas" e que usava o álcool para facilitar relações sexuais com menores. Ele não foi expulso do reality, mas, após ser eliminado, precisou responder um inquérito. Em setembro de 2016, ele acabou sendo preso em Curitiba com acusações de estupro de vulnerável e de fornecer bebidas alcóolicas para menores.


MARCOS HARTER, ‘BBB17’


Durante a 17ª edição do programa, Marcos foi indiciado por lesão corporal e por suas condutas com a participante Emily Araújo. Após a repercussão do caso, ele foi expulso do reality, mas a Polícia Civil do Rio decidiu abrir inquérito para apurar se houve, de fato, lesão corporal. Ele perdeu o direito de exercer a medicina por seis meses, mas acabou absolvido do caso.


PAULA SPERLING, ‘BBB19’


A vencedora da edição 19 também enfrentou polêmicas ao ser indiciada pelo Ministério Público por racismo e intolerância religiosa. Após depoimento, o caso foi arquivado.

FELIPE PRIOR, ‘BBB20’


O arquiteto foi acusado de estupro meses após sair do reality. Três mulheres fizeram acusação naquele ano e a Justiça de São Paulo abriu investigação contra o brother, mas o processo acabou sendo arquivado.