AnaMaria
BBB / Deu bronca!

No BBB 22, Tadeu Schmidt detona estratégia dos brothers: “Acordo esdrúxulo”

Tadeu Schmidt demonstrou seu desprezo pelos critérios de formação de Paredão

Da Redação Publicado em 20/04/2022, às 08h49

Críticas vieram à tona em discurso de eliminação de Gustavo Marsengo - TV Globo
Críticas vieram à tona em discurso de eliminação de Gustavo Marsengo - TV Globo

Tadeu Schmidt não hesitou em criticar as estratégias de jogo dos brothers durante seu discurso de eliminação no BBB 22, na última terça-feira (19). O apresentador considerou “esdrúxulo” o acordo entre Arthur Aguiar, DouglasSilva, Gustavo Marsengo, Paulo André e Pedro Scooby de indicar ao Paredão quem havia enfrentado a berlinda há mais tempo.

Segundo Schmidt, o pacto foi uma forma de se manter na zona de conforto quando eles foram obrigados a escolher entre os amigos na votação. Ele começou: “Rodízio de pessoas no paredão? No fundo, no fundo, é uma maneira de não se comprometer. 'Olha, eu não queria te mandar, mas chegou sua vez na fila, então...'”.

“Aquilo que parecia um mérito de chamar todo mundo para a briga, na verdade criava uma zona de conforto para fazer escolhas sem sofrimento. Isso só ficou claro quando cinco meninos do grupo invencível foram obrigados a votar entre eles. E aí decidiram manter a ideia. 'Ah, vamos mandar para o paredão quem está há mais tempo sem ir'”, continuou Tadeu em menção à estratégia de Gustavo após chegar da Casa de Vidro.

O comandante do BBB 22 ressaltou que o acordo sugere que todos os homens têm o mesmo grau de proximidade - o que o público sabe que não é verdade. “Ou seja, é como dizer: 'Ó, não é decisão minha, não sou eu, é o rodízio'. E tudo mundo ri (...) Ou ainda uma forma de dizer: 'Aqui dentro desse grupo, é todo mundo igual, o sentimento é absolutamente o mesmo por todos, o tempo todo'”.

Antes de anunciar quem seria o eliminado da vez, Schmidt completou: “Para, gente. É claro que não é. A gente está vendo 24 horas por dia e não tem nada de errado com isso. Se um de vocês vencer o 'BBB', não foi ajudado por esse acordo de cavalheiros, foi apesar desse acordo esdrúxulo. Quem é beneficiado por esse acordo? Combina com alguém?”, plantando a dúvida da mente dos participantes que restam na disputa.

Vale destacar que Gustavo Marsengo foi eliminado com 81,53% dos votos na disputa pela preferência do público contra Eliezer Netto (16,8%) e Paulo André (2,39%). Com apenas cinco brothers restantes, o BBB 22 chega ao fim na próxima terça-feira (26).