AnaMaria
Bebês / Detalhes

Romana Novais mostra detalhes do quarto de Raika: ''Tomando forma''

Filha caçula do DJ Alok nasceu na última quinta-feira (3)

Da Redação Publicado em 09/12/2020, às 18h12 - Atualizado às 18h18

A filha de Alok e Romana nasceu na última quinta-feira, 3 - Instagram/ @romananovais
A filha de Alok e Romana nasceu na última quinta-feira, 3 - Instagram/ @romananovais

Romana Novais mal vê a hora de trazer a sua filha caçula de volta para casa! 

Após dar à luz prematuramente Raika na última quinta-feira (3), graças a uma complicação causada pelo vírus Covid-19, a menina precisou ser internada em uma UTI neonatal. 

Enquanto isso, Alok e Romana aceleram o preparo da casa para receber a nova bebê. Nesta quarta-feira (9), a médica usou as redes sociais para mostrar alguns detalhes da decoração do quartinho da pequena. 

Nos Stories, a morena registou o enxoval da recém-nascida, explicando que optou pelo tom nude rosado para a decoração. 

O cômodo conta com uma série de borboletas estilizadas na cabeceira, uma estampa de cerejeira na parede e almofadas e cobertores com as iniciais da bebê.  

"Tudo começando a tomar forma por aqui", relatou. 

Confira: 

SUSTO 

Romana Novais passou por um susto ao dar à luz Raika, sua segunda filha com o DJ Alok. A médica usou o Instagram Stories para contar aos seguidores os detalhes do parto de emergência com 32 semanas de gestação, após um forte sangramento. 

"Tudo começou na semana passada, fui tomar uma vacina, a triplice bacteriana, que a gestante precisa fazer, tive um pouco de reação tive dor no corpo achei que era só por causa da vacina, não achei que fosse alguma outra coisa. Além disso também estava com dor local na vacina então acreditei mesmo que fosse isso", iniciou. 

Ela contou que, no entanto, a dor no corpo ficou mais intensa e passou a incomodá-la ainda mais. "Fiz o teste do Covid, ficamos em isolamento em casa nos cuidando, as dores pioraram. Sentia muita dor no corpo, pareciam que meus ossos tinham quebrado", acrescentou. 

Na última quarta-feira (2), Romana começou a sentir contrações e foi até seus obstetras. Foi durante a realização de exames que ela começou a ter um sangramento intenso. 

"A gente correu para o hospital sem pensar muito. Já passaram o acesso em mim na clínica mesmo e foram de carro. Só pensava que tinha que salvar minha filha, queria resolver tudo logo [...] Cheguei no hospital com muito medo. Ela nasceu muito rápido, eu não estava esperando. Nem esperava que eu fosse conseguir fazer um parto natural, estava com muita dor, mas ela precisava sair", continuou, visivelmente emocionada. 

Romana revelou ter tido uma complicação rara chamada CIDV (coagulação intravascular disseminada), a qual caracterizou como "muito perigosa". "O quadro se estendeu pelo meu corpo e estava correndo risco de vida, foi uma situação muito complicada. Graças a Deus estou viva, eu tô bem. Fiquei na UTI logo em seguida e a Raika também", afirmou. 

Ela ainda fez um alerta às gestantes que testaram positivo para Covid-19. "Deixo aqui meu testemunho que entrei na estatística das mulheres gestantes que tiveram. Queria deixar o alerta para se cuidarem ao máximo, é uma doença muito violenta. Mesmo sendo jovem, sem riscos, me encontrei em uma situação que não desejo para ninguém. É muito assustador passar por isso, estou assustada até agora." 

Raika segue na UTI em quadro estável e evoluindo bem. Romana ainda não pôde ter contato com a bebê. "Isso pra mim é o mais difícil. Não vê-la, não poder tocar, amamentar. Mas diante de tudo que a gente viveu eu só tenho a agradecer a Deus por nunca abandonar minha família." 

Romana e Alok se casaram em 2018 e são pais do pequeno Ravi, de apenas 10 meses.