AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Beleza e Estilo / Anote aí!

Olheiras: 4 mitos e verdades para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto

Para desmitificar as dúvidas que rondam as olheiras, listamos os principais mitos e verdades sobre as olheiras

Da Redação Publicado em 16/08/2022, às 09h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Hadis Safari/Unsplash
Hadis Safari/Unsplash

Elas são temidas e consideradas vilãs quando o assunto é o visual da pele. A boa notícia é que hoje existem produtos – e alguns hábitos - que ajudam a amenizar as olheiras, oferecendo uma aparência mais saudável ao rosto. Mas afinal, como lidar com elas?

AnaMaria Digital conversou com a dermatologista Vanessa Peruso para esclarecer os principais mitos e verdades que rondam o assunto. Às vezes elas aparecem devido a uma má noite de sono; outras devido a questões hereditárias; e até mesmo por estresse, cansaço e períodos pré-menstruais.

As olheiras, temidas por muitos, são manchas escuras localizadas na região dos olhos, geralmente sob as pálpebras inferiores que, quando não tratadas, deixam a pele muito marcada, podendo afetar a autoestima de quem as tem. “Se é algo que aparece de forma muito esporádica, como uma noite sem dormir, fica mais fácil lidar com a questão. Mas se é algo que está sempre ali, é fundamental buscar um profissional especializado, que indicará os melhores produtos e tratamentos para o problema”, indica Vanessa.

Para desmitificar dúvidas que rondam o assunto, separamos os principais mitos e verdades sobre as olheiras. Confira!

1)      EXISTE APENAS UM TIPO DE OLHEIRA 

MITO. “Na verdade, as olheiras podem se manifestar de 4 maneiras diferentes e cada uma possui causas e características distintas”, comenta a profissional. São elas:

Olheira vascular: essa é a mais conhecida, a chamada "olheira de cansaço". Em geral, a pele em volta dos olhos fica com tons mais arroxeados ou avermelhados, além de inchado, já que esse tipo é causado pelo aumento da vascularização ou congestão dos vasos sanguíneos.

Olheira pigmentar: ela é causada pelo excesso de melanina e hiperpigmentação da pele. Por isso, costuma apresentar uma cor mais amarronzada e estar associada a peles morenas e negras, sendo mais comuns em indianos e árabes. 

Olheira estrutural: ela é comum em pessoas que possuem os olhos “fundos” e são causadas pela sombra, devido à estrutura óssea do rosto.

Olheira mista: esse tipo é bastante comum e acontece quando há a soma de dois ou mais tipos. 

2)      O PEPINO AJUDA NA REDUÇÃO DAS OLHEIRAS 

VERDADE. Assim como os filmes mostram, o pepino é realmente eficiente para a diminuição das olheiras! Isso acontece porque o alimento possui propriedades hidratantes devido ao seu alto teor de água e, principalmente, propriedades anti-inflamatórias que ajudam a reduzir o inchaço da região, acalmar a pele danificada e ainda estimular a atividade antioxidante.

“Além disso, o pepino também é rico em ácido fólico, um componente que estimula os antioxidantes a combater as toxinas do corpo que podem fazer os olhos ficarem inchados ou com aparência de cansados”, comenta.

3)      CANSAÇO E FALTA DE SONO SÃO OS ÚNICOS CAUSADORES DAS OLHEIRAS

MITO. O sono e o cansaço podem sim agravar a situação, já que quando o corpo está fraco, algumas substâncias químicas que dilatam os vasos sanguíneos e que alteram o fluxo sanguíneo são liberadas, o que acentua ainda mais as olheiras. Porém, existem diversas causas para as olheiras que variam de pessoa para pessoas e depende do tipo de olheira. “Há questões genéticas, que passam de maneira hereditária, tem questões hormonais, pode ser estresse, falta de descanso... São muitos os motivos. Por isso, se é há algo que não vai embora após um boa noite de sono, o ideal é buscar por um profissional”, aconselha Vanessa.

4)      EXISTEM ALIMENTOS QUE ACENTUAM AS OLHEIRAS 

VERDADE. Uma ingestão de alimentos que são ricos em ômega 3, como ovos, peixes e a linhaça, são antinflamatórios e protetor dos capilares sanguíneos, evitando que se rompam e acumulem líquido na região. “Uma boa alimentação é importante para a saúde em geral e alguns alimentos impactam diretamente no tratamento e prevenção das olheiras”, comenta.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!