AnaMaria

13 motivos para não usar os dentes além de sua função principal, a mastigação 

São ações que costumamos realizar sem nos dar conta, mas que podem gerar uma série de prejuízos

Da Redação Publicado em 29/10/2021, às 09h00

Cuidado com esses dentes, menino! - Mali Desha/Unsplash
Cuidado com esses dentes, menino! - Mali Desha/Unsplash

Duas a cada três pessoas utilizam os dentes para outras funções além da mastigação, segundo estudo divulgado pela Fundação de Saúde Oral do Reino Unido. Conforme o levantamento, os entrevistados usam os dentes para cortar fitas adesivas (41%), roer unhas (26%), carregar coisas quando as mãos estão ocupadas (22%), morder tampas de caneta e lápis (16%) e até abrir tampas de garrafa (9%). 

Em geral, o uso dos dentes para outras tarefas — os chamados hábitos parafuncionais — são ações que costumamos realizar sem nos dar conta, mas que podem gerar uma série de prejuízos. Além de sua principal função, mastigar, os dentes cumprem funções ligadas à fala e à respiração. Para completar, desempenham papel estético, seja na própria constituição do sorriso ou no formato do rosto. 

AnaMaria Digital conversou com o odontologista Edmilson Pelarigo, diretor clínico da OrthoDontic, e enumera 13 razões para não utilizar os dentes para outras funções que não as essenciais. Confira: 

1-Trincamento, quebra ou perda de dentes
A primeira razão é óbvia, mas precisa ser destacada: o uso dos dentes para outras funções pode gerar o trincamento, a quebra ou até mesmo a perda dos dentes. Em alguns casos, o problema pode ser solucionado com restauração. Em outros, são necessários implantes dentários. 

2-Prejuízos à fala e à mastigação
O desgaste irregular dos dentes decorrente do uso indevido pode gerar prejuízos estéticos e funcionais. Entre outros efeitos, a disfunção temporomandibular (DTM) inclui dificuldades para falar, mastigar e até bocejar. 

3-Manchas 
Hábitos parafuncionais podem gerar microfissuras e manchas no esmalte, deixando os dentes com aspecto amarelado. 

4-Erosão dentária 
A corrosão total ou parcial do esmalte dentário deixa a dentina exposta, aumentando a sensibilidade e fragilizando a estrutura dos dentes. 

5-Ingestão de substâncias tóxicas 
Usar os dentes para outras finalidades pode resultar na ingestão involuntária das mais variadas substâncias tóxicas. 

6-Contaminações por bactérias, vírus e outros microrganismos 
Em tempos de Covid, vale frisar que usar a boca e os dentes para tarefas não convencionais expõe a pessoa a maior risco de contaminações por vírus, bactérias e outros microrganismos. 

7-Dores na face e na cabeça
Hábitos parafuncionais podem gerar dores nos dentes, na face e na cabeça. 

8-Inchaço no rosto
Dependendo da ação realizada, um dos efeitos nocivos pode ser o inchaço do rosto, que é decorrente da hipertrofia da musculatura. 

9-Ruídos e estalos ao abrir a boca 
Em alguns casos, o uso dos dentes para funções não típicas pode resultar em ruídos e estalos durante o movimento de abertura e fechamento da boca. Em casos extremos, pode ocorrer o travamento da mandíbula. 

10-Reflexo e dor em outras partes do corpo 
Hábitos parafuncionais podem gerar dores no ouvido e até desequilíbrio da coluna vertebral. 

11-Engasgo 
Os casos de engasgo com objetos são muito comuns e, diferentemente do que se possa pensar, não atingem apenas crianças. Mais uma razão para que se evite cortar ou carregar itens com a boca. 

12-Cortes nos lábios, na língua e nas gengivas
Usar a boca e os dentes para tarefas não recomendadas pode resultar em cortes e machucados. 

13-Prejuízo financeiro 
Além de todos os riscos citados acima, há ainda que ser considerado o potencial prejuízo financeiro com a necessidade do uso de medicações e a realização de restauração ou implante dentário, além do tempo que o paciente possa ficar sem trabalhar em decorrência de algum problema na boca ou nos dentes.