5 dicas para retomar a malhação pós-parto

Voltar às atividades físicas depois de ter um bebê nem sempre é fácil, mas, se a prática for leve e respeitada, faz um bem danado

sexta 8 junho, 2018
O primeiro passo é respeitar os próprios limites do corpo
O primeiro passo é respeitar os próprios limites do corpo Foto:Shutterstock

Com a reviravolta que a maternidade faz na vida da mulher, fica mais difícil voltar a malhar no período pós-parto. Mas não desanime! O coordenador técnico da academia Tio Sam Camboinhas, Fernando Brandão, tem algumas recomendações para ajudar quem quer voltar a forma até mesmo antes de terminar a amamentação: 

Respeite sempre o seu corpo
De acordo com especialistas da área médica, quem passou por uma cesárea deve esperar pelo menos 40 dias para dar início às atividades físicas. E quem teve parto normal pode voltar aos treinos quando se sentirem mais à vontade. Porém, ainda que tenha essa diferença em relação ao tempo de recuperação pós-parto, nos dois casos é preciso pegar leve, pois ainda existem riscos de lesões. Logo após dar a luz, a mulher apresenta certa redução na estabilidade das articulações, distensão e enfraquecimento do assoalho pélvico e dos músculos abdominais, além de aumento significativo dos seios. Sendo assim, o corpo fica mais suscetível a lesões.

Recomendamos para você:
"A maternidade me transformou por inteiro"
Não sou de dietas nem de mimimi
Menopausa precoce sem nenhuma surpresa
 
Comece com um treino leve
Por estar mais sensível, o corpo não deve ser submetido logo de cara a aulas pesadas. Um programa de treino balanceado, com atividades para o pós-parto, inclui cuidados com a postura, alongamento, fortalecimento, exercícios para os músculos respiratórios e da região do períneo, além de um bom relaxamento. Duas modalidades bem recomendadas são pilates e treinamento funcional, pois os movimentos realizados ajudam a prevenir e amenizar a dor lombar, que incomoda muitas mulheres nessa fase, e a contribuir para a boa forma. Essas duas atividades trabalham a força e o alongamento dos músculos da coluna e abdômen, aumentando, assim, a força dos músculos abdominais, que diminuem em virtude da extensão que ocorre com o crescimento da barriga e do bebê.

Veja mais

Entenda o seu caso
Voltar a se exercitar depende, principalmente, do preparo físico, das atividades realizadas pela mãe antes e durante a gestação e da evolução nas semanas seguintes ao nascimento do bebê. Ou seja, cada caso é um caso. Porém, não se deve fazer exercícios de alto impacto antes da liberação médica. 

Aproveite o peso do próprio corpo
Exercícios funcionais em que o peso do próprio corpo serve como sobrecarga são excelentes para a retomada, como por exemplo: o agachamento e a flexão de braços (apoiada ou não).

Não desista!
Fazer atividade física após gestar vai além de simplesmente exercitar o corpo. Exercita também a mente da nova mãe, elevando sua autoestima e fazendo-a ter mais confiança para o dia a dia e energia para cuidar do seu neném.

É sempre bom lembrar que o ideal é procurar a orientação de um profissional de educação física para orientar caso a caso.

AnaMaria Digital
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

  • Assine a revista AnaMaria

BEM-ESTAR

  1. 1 Alimentos certos podem te ajudar a controlar a pressão; entenda Saiba como controlar a pressão com os alimentos certos
  2. 2 Menopausa: ginecologistas dão dicas de como manter a libido
  3. 3 Esquizofrenia: o tratamento precoce reduz os danos
  4. 4 Confira dicas para manter os pés lisinhos durante o inverno
  5. 5 Pare agora de fumar: confira motivos e dicas para largar o hábito