AnaMaria

Ai que dor de barriga! Fique atento e nunca ignore esse sintoma

Conheça problemas de saúde bem comuns que provocam o sintoma e muitas vezes exigem operação de emergência

Pamela Marul Publicado em 02/01/2019, às 17h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Esses sintomas podem estar por trás de problemas mais sérios - Banco de Imagem/Getty Images
Esses sintomas podem estar por trás de problemas mais sérios - Banco de Imagem/Getty Images

Você sente uma dor forte na barriga. O incômodo aumenta e aparece uma febre sem motivo aparente. 

Esses sintomas podem estar por trás de problemas que muitas vezes precisam de uma operação de urgência, como apendicite, diverticulite e pedra na vesícula. 

Dependendo do caso, o paciente morre se o procedimento não for realizado a tempo.

“Por isso, é recomendado ir ao pronto-socorro ao sentir uma dor persistente e que aumenta de intensidade. Melhor pecar pelo excesso”, orienta o cirurgião-geral Eduardo Mory. 

Saiba mais sobre esses males traiçoeiros e evite sustos.

APENDICITE
O QUE É?
É a inflamação do apêndice, uma pequena bolsa presa no início do intestino grosso. Geralmente acontece quando a região fica bloqueada por fragmentos de fezes.

QUAIS OS SINTOMAS?
O primeiro é dor em volta do umbigo. Começa fraca, aumenta e tende a se “mover” para a direita. Pode haver diarreia, vômito e febre.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?
Por exame físico (o médico apalpa a região) e exames de sangue, ultrassom ou tomografia.

QUANDO PRECISA DE CIRURGIA?
Sempre. Não há outro tratamento. Geralmente a operação deve acontecer até seis horas após o diagnóstico.

COMO É A OPERAÇÃO?
Retira-se o apêndice por laparoscopia, com três pequenos cortes, em média.

QUAIS OS RISCOS SE NÃO OPERAR?
O apêndice pode se romper e provocar uma infecção generalizada.

EM QUE IDADE É MAIS COMUM?
Em adolescentes e adultos jovens.

PEDRA NA VESÍCULA
O QUE É?
Cálculo que se forma na vesícula biliar, órgão em forma de pera que
armazena a bile, líquido produzido no fígado.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?
Cólicas, inchaço abdominal, vômito, febre e amarelamento da pele. Os sinais costumam aparecer quando a pedra entope algum canal biliar.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?
Por meio de exame de sangue e, principalmente, por ultrassom.

QUANDO PRECISA DE CIRURGIA?
Normalmente, o médico decide pela cirurgia assim que descobre a pedra. Se houver infecção, é uma emergência.

COMO É A OPERAÇÃO?
Retira-se a vesícula por laparoscopia.

QUAIS OS RISCOS SE NÃO OPERAR?
Semelhantes ao da apendicite: necrose e infecção generalizada.

EM QUAL IDADE É MAIS COMUM?
A partir dos 40 anos.

DIVERTICULITE
O QUE É?
Quadro em que pequenas bolsas se formam nas paredes do intestino, muitas vezes por causa da prisão de ventre, e ficam inflamadas ou 
infeccionadas.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS? 
Inchaço e cólicas no lado esquerdo da parte inferior do abdômen. Se a inflamação se agrava, pode causar febre, vômito e sangue nas fezes.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?
Por meio de exame de sangue e tomografia, já que o ultrassom não
detecta o problema.

QUANDO PRECISA DE CIRURGIA?
Quando há perfuração na área afetada. Mas em muitos casos dá para tratar apenas com antibióticos e dieta especial.

COMO É A OPERAÇÃO?
Também é feita por laparoscopia, na qual retira-se a parte afetada do intestino.

QUAIS OS RISCOS SE NÃO OPERAR?
Infecção generalizada ou em órgãos próximos ao intestino, como a bexiga.

EM QUAL IDADE É MAIS COMUM?
Após os 50 anos.

E QUANDO O PLANO DEMORA PARA LIBERAR A CIRURGIA?
Caso o paciente precise de uma cirurgia de emergência, e por questões burocráticas a autorização do convênio demore, o médico em atendimento deve informar à instituição que o caso não pode esperar. 

“Se o plano se recusar a encaminhar a autorização, ele deve ser denunciado. O paciente pode procurar o juizado especial cível, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ou os órgãos de defesa do consumidor”, orienta Maria Inês Dolci, advogada especialista em direito do consumidor. 

Tenha sempre na bolsa o telefone de atendimento ao usuário da ANS, 0800 701 9656, de 2ª a 6ª feira, das 8h às 20h, exceto feriados.