AnaMaria
Bem-estar e Saúde / Comportamento

Até que ponto os avós podem interferir na criação dos netos? Especialista responde

“Explique que eles têm o papel de acolher, aconselhar, conviver e brincar. Porém, o papel de educar pertence aos pais”, diz a conselheira

Da Redação Publicado em 22/05/2021, às 14h30

"Quando chamo a atenção do meu filho ou o coloco de castigo, ele corre para o colo da avó e ignora minha autoridade. Como devo agir?" - Pixabay/Sasint
"Quando chamo a atenção do meu filho ou o coloco de castigo, ele corre para o colo da avó e ignora minha autoridade. Como devo agir?" - Pixabay/Sasint

O primeiro passo é entender que os avós, na maioria das vezes, fazem isso por amor aos netos. Verdade seja dita: é um privilégio nossos filhos poderem conviver com quem os amam e querem bem, né? Entendendo que não há maldade na interferência, é hora do diálogo, que deve ser direto e respeitoso. 

Explique que eles têm o papel fundamental de acolher, aconselhar, conviver e brincar. Porém, o papel de educar pertence aos pais. E educar envolve muito mais do que dar bronca, é também estipular rotina, o que pode e o que não pode comer, assistir ou vestir. E que, na hora da bronca, os avós podem se afastar um pouco, voltando apenas para aconselhar o neto a seguir as regras estipuladas

Outra dica importante é deixar os avós serem avós! Você pode sentir-se enciumada pelo laço que seu filho está demonstrando pelos avós, afinal eles são pais e mães com açúcar, mas, lembre-se: o amor que seus filhos terão por eles jamais competirá com o amor pelos pais. Quando seu filho precisar de colo, cuidados e carinho, ele vai procurar você. Seu filho sabe que você tem mais regras e que o educa por amor. Ao seu lado, ele sente-se seguro e acolhido. 

Agora vem a melhor parte: durante a conversa, lembre-os que você e seu parceiro (a) continuam sendo os filhos. Que a ajuda deles com suporte emocional a vocês faz toda diferença. Ao demonstrarem que confiam no seu trabalho como mãe, eles estarão dando a melhor ajuda que os avós poderiam dar. Se a interferência vem por parte dos sogros, peça para que seu parceiro ou parceira tenha esse papo com eles. Aos avós: o papel de vocês é continuar cuidando dos seus filhos e transformar os momentos especiais com seus netos em momentos ainda mais especiais.

CONVERSE COM O SEU FILHO...
... mesmo que ele seja pequeno. As crianças entendem, desde cedo, o papel de cada um na vida delas. É importante deixar bem claro que você e seu companheiro são os pais e, portanto, a autoridade máxima na hora de impor as regras. Que eles devem respeito e obediência aos avós, assim como a outros adultos, mas que é a palavra dos pais que devem ser seguidas.

HORA DE IMPOR LIMITES
Se mesmo com as conversas as interferências continuarem, é hora de colocar alguns limites entre avós e netos. Seja firme ao dizer o que pode e o que não pode, afinal o que está em jogo é seu filho, e a educação dele é sua responsabilidade.