AnaMaria

Clareamento dental: tudo o que você precisa saber

É natural que, com o passar dos anos, nossos dentes fiquem amarelados e manchados. Conversamos com um ortodontista, que esclareceu os mitos e verdades sobre a técnica de clareá-los. Tire suas dúvidas

Júlia Arbex Publicado em 20/01/2018, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Clareamento dental: tudo o que você precisa saber - iStock
Clareamento dental: tudo o que você precisa saber - iStock

Algumas comidas e bebidas devem ser evitadas durante o clareamento.
VERDADE. “Como os poros no esmalte dos dentes ficam mais expostos durante o clareamento, alimentos e bebidas com corante e cores
fortes mancham os dentes. Por isso, evite comer açaí, beterraba e molhos escuros, e ingerir bebidas como café, refrigerantes e vinho”,
aconselha Djalma Faria, ortodontista especialista em visagismo e harmonização facial.

Todo mundo pode fazer clareamento.
MITO. As grávidas e lactantes devem esperar para fazer o procedimento, pois o gel do tratamento pode deixar resíduos no leite. Também não é indicado para crianças e adolescentes com menos de 16 anos de idade e pacientes com cáries e outros problemas bucais, como
a gengivite. É importante tratar o problema antes para depois fazer o clareamento.

Os dentes podem escurecer de novo.
VERDADE. Apesar de ser difícil voltar para a cor original, com o tempo os dentes começam a se pigmentar novamente. Especialmente se você continuar comendo alimentos que mancham, como café, e fumando, por exemplo. Por isso, mesmo depois do tratamento, é
importante manter uma boa escovação e higiene bucal, além de se alimentar bem, evitando corantes.

Receitas caseiras como bicarbonato de sódio, limão e casca de laranja clareiam os dentes.
MITO. O que clareia os dentes são substâncias indicadas por dentistas. 

A repetição do clareamento traz risco aos dentes.
VERDADE. Sempre é bom repetir o procedimento a cada dois ou três anos, mas a repetição frequente pode irritar a região. E o pior: pode não funcionar e os dentes continuam manchados.

Clareamento dental altera a cor de restaurações e próteses dentárias.
MITO. “A ação do agente clareador presente no gel não consegue penetrar nas restaurações e nas próteses dentárias. Por conta disso,
após o clareamento, muitos pacientes acabam trocando, pois só assim todos os dentes ficarão com uma cor homogênea”, explica.

Clareamento deixa os dentes sensíveis.
VERDADE. Segundo o especialista, a sensibilidade ocorre porque o gel clareador atravessa o esmalte do dente e chega até a dentina – segundo tecido do dente. Isso faz com que a água, alimentos e até o ar possam causar sensibilidade. No entanto, esses desconfortos são
passageiros e não impedem a realização do clareamento.

Clareamento dental danifica os dentes.
MITO. O tratamento não corrói e nem altera a estrutura dos dentes. Ele apenas remove o pigmento corante que está no dente. 

Há várias técnicas de clareamento dental.
VERDADE. “Mas as mais comuns são: a laser, que é feita no consultório do dentista, e com o uso de moldeiras em casa, que o próprio
profissional molda. Os dois métodos fornecem resultados, mas a técnica a laser faz com que os dentes fiquem claros imediatamente. Já no
clareamento caseiro (feito com as moldeiras no dentista), o paciente precisa aplicar o gel por vários dias para atingir o resultado esperado”, finaliza.

Higienizar bem faz a diferença!
 Escove os dentes por, no mínimo, dois minutos.
 Para remover a placa bacteriana, escove-os de quatro a cinco vezes por dia, de preferência após as refeições principais e os lanches, e antes de dormir.
 Se você tem dentes apertados, utilize escovas com cerdas macias, pois quanto mais flexibilidade ela tiver, mais fácil alcançará os espaços difíceis de limpar.
 Limpe as superfícies internas, as voltadas para a bochecha e a parte da mastigação dos dentes superiores e inferiores.
 Substitua a sua escova por uma nova a cada três meses.
 Passe o fio dental de maneira cuidadosa entre e ao redor da base de cada dente. Nunca o force contra a gengiva, pois pode machucar e sangrar. Faça isso pelo menos uma vez ao dia.
 Escove a língua para evitar o mau hálito.