Como cuidar da sua saúde íntima nos dias mais quentes? Veja dicas

Temperaturas mais altas contribuem para a proliferação de fungos, protozoários e bactérias que podem causar doenças

domingo 10 fevereiro, 2019
A vagina tem sua proteção própria e o excesso de banhos pode enfraquecer o seu Ph
A vagina tem sua proteção própria e o excesso de banhos pode enfraquecer o seu Ph Foto:iStock

Estamos na estação mais quente do ano e, junto com o Verão, são necessários alguns cuidados com a saúde íntima feminina para evitar a proliferação de fungos, protozoários e bactérias causadoras de problemas ginecológicos. 

Por isso, AnaMaria conversou com a ginecologista Maria Elisa Noriler dá algumas dicas para as mulheres curtirem o verão sem preocupações. 

1. CUIDADO COM A ROUPA MOLHADA
A combinação de calor e umidade que acontece quando se fica com o biquíni ou maiô molhado por um longo período, o que contribui para o surgimento de doenças que podem causar ardor, coceira e corrimentos.

2. PEÇAS LEVES E CONFORTÁVEIS
Roupas muito justas, como calças jeans e meias-calças, podem favorecer o surgimento de infecções nas genitais. O ideal é optar por peças leves de algodão, como vestidos e saias, que ajudam a manter a área arejada.

3. COLETOR MENSTRUAL
O copinho de silicone, que é hipoalergênico e reutilizável, garante conforto e segurança na hora de ir à praia, fazer trilhas e andar de bike durante a menstruação. Além disso, o coletor ajuda a evitar cheiros ruins, já que o sangue não entra em contato com o oxigênio, o que faz com que as bactérias que causam o odor se proliferem.

4. CUIDADO COM OS LENCINHOS UMEDECIDOS
Esses produtos não devem ser utilizados com muita frequência, já que podem remover a camada de proteção da pele da vulva e os seus componentes químicos ainda podem causar alergia.

5. SEM EXAGEROS NA HIGIENE
A vagina tem sua proteção própria e o excesso de banhos pode enfraquecer o seu Ph. Em dias de muito calor, o ideal é lavar a vulva (parte externa) no máximo duas vezes ao dia e utilizar sabonetes íntimos que têm um Ph mais parecido com a genitália feminina.

6. ATENÇÃO COM A DEPILAÇÃO
Não é aconselhável retirar todos os pelos da região íntima. Isso porque eles são uma defesa natural do organismo e atuam como uma barreira contra infecções. Por isso, opte por deixar alguns pelinhos próximo a entrada da vagina e perto do ânus. 

7. CUIDADO COM ROUPAS ÍNTIMAS
Opte sempre por usar calcinhas de algodão ou microfibra, pois elas proporcionam mais conforto e uma melhor ventilação e transpiração na região. Jamais compartilhe essas peças e na hora lavar utilize sabonete neutro, sem cheiro ou com fragrância leve para evitar alergias. 
 

Da Redação
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

Bate Bola na Cozinha

BEM-ESTAR

  1. 1 Ministério da Saúde abre hoje segunda fase da vacinação contra gripe
  2. 2 Mensagem da Karlinha: Faça novas escolhas sempre!
  3. 3 Veja 5 exercícios que auxiliam as mães na rotina com os filhos
  4. 4 Cuidados ao fazer as unhas fora de casa: veja como evitar contaminação
  5. 5 Qual é a obrigação do convênio de saúde com pessoas com câncer?