Como fazer a lavagem nasal da maneira mais adequada?

A exposição cada vez maior a variações climáticas gera um ressecamento nasal, o que dificulta a defesa nasal natural do nariz

*Dra. Maura Neves, colunista de AnaMaria Publicado terça 16 março, 2021

A exposição cada vez maior a variações climáticas gera um ressecamento nasal, o que dificulta a defesa nasal natural do nariz
A limpeza nasal atua removendo agentes nocivos inalados pelo nariz - Pixabay

Olá, pessoal! Quando falamos de lavagem nasal, as redes sociais estão cheias de demonstrações de como fazer, além de opções de métodos e muitas opiniões sobre o assunto. Isso acontece porque lavar o nariz é, comprovadamente, um método eficaz no tratamento e prevenção de doenças respiratórias.

Quem me conhece sabe que baseio meus tratamentos, sempre que possível, em evidências cientificas. Então vamos por partes!

COMO A LAVAGEM NASAL AGE?
Antes de mais nada, precisamos entender primeiro como o nariz defende nosso corpo. Ele é revestido pelo epitélio respiratório ciliado recoberto por muco nasal. Seria como um grande tapete, em que cada “pelinho” do tapete corresponde a um cílio nasal. 

Agora, imagine um gel sobre este tapete…. este gel é o muco nasal. É no muco que estão os anticorpos para a defesa inicial do nosso corpo. Os cílios nasais batem e empurram o muco para a garganta até serem engolidos.

Durante a respiração, inalamos grande quantidade de vírus, bactérias e alérgenos (poeira, ácaros, etc), que ficam presos no muco e são destruídos pelos anticorpos. A exposição cada vez maior a variações climáticas, ar-condicionado e outros irritantes nasais gera um ressecamento nasal, o que dificulta a defesa nasal natural do nariz. É neste momento em que ocorrem gripes, resfriados e crises de rinite!

Uma maneira de auxiliar a defesa do organismo é através da lavagem nasal. Ela atua como método de limpeza, removendo esses agentes nocivos inalados do nariz. Além disso, ajuda na fluidificação do muco nasal e no batimento ciliar. Em outras palavras, a lavagem nasal auxilia o mecanismo natural de defesa do nariz.

QUANDO FAZER A LAVAGEM NASAL?
A lavagem pode ser feita sempre que necessário. De acordo com estudos científicos, devemos realizá-la de maneira preventiva pelo menos duas vezes ao dia. Já quando acontece alguma infecção, deve ser feita de quatro a seis vezes ao dia, para ajudar o reestabelecimento da adequada função nasal.

QUAL A MELHOR MANEIRA DE FAZER?
Existem diversos mecanismos disponíveis no mercado, tais como sprays, aerossóis e seringas. O cuidado deve existir em não deixar o aplicador encostar no septo nasal, pois uma borrifada direta nesta região pode causar dor. Assim, eledeve ser direcionado para a parede lateral do nariz, em direção ao olho. Para isso o melhor é utilizar a mão esquerda para aplicar o soro na narina direita, e vice-versa.

E AS CRIANÇAS?
Elas são naturalmente mais susceptíveis a infecções respiratórias e podem apresentar em média de 8 a 11 infecções respiratórias ao ano, até os 2 anos de idade. Assim, com a lavagem nasal, ajudamos a manter uma adequada defesa e reduzir o número de infecções, alergias e nariz tampado.

Em relação ao método de lavagem nasal, utilizamos os mesmos dos adultos. Para as crianças menores, podem ser utilizados ainda “sugadores” ou “peras” para aspirar o excesso de secreção.

QUANTO DE SORO PODEMOS USAR EM UMA LAVAGEM NASAL?
Não existe consenso na literatura sobre a quantidade de soro ideal para a lavagem nasal. Portanto, se consideramos o tamanho do nariz de cada pessoa teremos que, para crianças até 2 anos, um volume de 1 até 5 ml e adultos entre 15 e 20 ml cobriria todo o nariz. Existem pessoas que realizam lavagens nasais com mais volume, o que não é prejudicial.

O SORO FISIOLÓGICO DEVE FICAR NA GELADEIRA? PODEMOS FAZER LAVAGEM NASAL COM SORO FRIO?
O soro fisiológico depois de aberto deve ser mantido na geladeira. Para realizar a lavagem nasal, o soro deve estar a temperatura ambiente ou até no máximo 35 graus.

QUANTO TEMPO O SORO E A MESMA SERINGA PODEM SER USADOS?
Estudos indicam que entre 3 e 5 dias já ocorre contaminação do soro guardado na geladeira e na seringa. Assim, sugere-se trocar a seringa e soro após esse período.

O MÉTODO DE LOTA OU “CHALEIRA DA IOGA” PODE SER UTILIZADA?
Este método é um dos mais antigos relatados na literatura e é eficaz para a lavagem nasal. A técnica envolve inclinar a cabeça para frente e olhar para o lado. O soro entra por uma narina e sai pela outra com auxílio apenas da gravidade. Neste método o soro não entra no nariz com pressão positiva (como na seringa e sprays).

*DRA. MAURA NEVES é formada na Medicina pela Faculdade de Medicina da USP. Residência em Otorrinolaringologia pelo HC- FMUSP. Fellow em Cirurgia Endoscópica pelo HC- FMUSP. Doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. Médica Assistente do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo -SP. Aqui na Revista AnaMaria, trará quinzenalmente um conteúdo novo sobre a saúde do ouvido, nariz e garganta. Instagram: @dra.mauraneves

Último acesso: 25 Sep 2021 - 19:48:27 (1142340).