AnaMaria

Como prevenir a trombose? Veja dicas para evitar problema que levou Anitta ao hospital

Mal costuma acometer mais mulheres na faixa dos 20 aos 40 anos

Da Redação Publicado em 26/06/2020, às 19h36 - Atualizado em 06/07/2020, às 19h37

Saiba como prevenir doença que levou Anitta ao hospital - Instagram/ @anitta
Saiba como prevenir doença que levou Anitta ao hospital - Instagram/ @anitta

A cantora Anitta deu um baita susto em seus fãs na última quinta-feira (25), quando precisou ser internada às pressas. O motivo? Um diagnóstico de trombose.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, o problema costuma aparecer com mais frequência em pessoas na faixa etária dos 20 aos 40 anos, especialmente em mulheres, mas os homens também podem apresentar tal disfunção.

ENTENDA O QUE É A TROMBOSE VENOSA

A trombose ocorre quando há formação de um coágulo sanguíneo em uma ou mais veias grandes das pernas e das coxas. Esse coágulo bloqueia o fluxo de sangue e causa inchaço e dor na região. 

O problema maior é quando um coágulo se desprende e se movimenta na corrente sanguínea, em um processo chamado de embolia. Uma embolia pode ficar presa no cérebro, nos pulmões, no coração ou em outra área, levando a lesões graves.

Para te ajudar a se prevenir, AnaMaria Digital conversou com a nutricionista Dani Borges, e separou algumas dicas interessantes sobre a trombose venosa.

MELHOR EVITAR

A especialista explica que dá para evitar a trombose com pequenas mudanças nos hábitos alimentares. Uma das atitudes que pode ser tomada é reduzir a ingestão de gorduras, de forma geral, e aumentar a de fibra.

“Além disso, o consumo exagerado do álcool e até mesmo do sal também podem contribuir para o desenvolvimento da enfermidade, principalmente para aqueles que já possuem problemas na circulação sanguínea”, ressalta.

TENTE PREVENIR

De acordo com a nutricionista, o segredo não está em somente cortar alguns alimentos do cardápio, mas também reforçar outros.

Minerais, vitaminas e bastante água são os principais elementos. Isso porque eles ajudam na totalidade dos vasos sanguíneos e garantem uma melhor circulação sanguínea.

Dani também ressalta que frutas cítricas, que são ricas em vitamina C, além de sementes, como chia e linhaça, alho, vinho tinto, salmão, atum, sardinha e oleaginosas, entre elas castanha do pará, de caju e amêndoas, são outros alimentos que não podem faltar na sua lista.