Conheça as 3 fases para emagrecer com saúde

Quem ajuda no processo é uma bactéria encontrada nas verduras

sábado 15 junho, 2019
Para garantir saúde, longevidade e chegar ao peso desejado, o intestino deve trabalhar a favor do organismo
Para garantir saúde, longevidade e chegar ao peso desejado, o intestino deve trabalhar a favor do organismo Foto:Banco de Imagens/Shutterstock

Em excesso, uma bactéria encontrada nas verduras (quem diria!) pode atrapalhar as funções do nosso intestino e disparar o ponteiro da balança. Mas, calma, temos um plano para reverter isso.

É fato: alguns alimentos causam desconforto e até inflamação. Entre eles, glúten, lactose e açúcar. Mas, acredite, eles não são os únicos responsáveis por problemas de saúde, como obesidade. 

Para o cardiologista e cirurgião Steven R. Gundry, no livro O Paradoxo dos Vegetais (Editora Paralela, R$ 59,90), a ingestão excessiva da lectina, proteína encontrada nos vegetais, pode levar o corpo a entrar em guerra consigo mesmo e gerar mal-estar, ganho de peso, alergias e problemas intestinais.

Para combater esses sintomas, o médico desenvolveu um programa para desintoxicar, reparar e recompensar o organismo. O resultado? Saúde em dia e peso sob controle.

O que são lectinas?
Trata-se de proteínas presentes em vários alimentos, em especial grãos e verduras.
No corpo, se ligam aos carboidratos e realizam funções metabólicas importantes, fornecendo ajuda para o sistema imunológico, equilibrando os níveis de proteína no sangue, além de combater bactérias. 

Porém, seu excesso pode provocar problemas, contribuindo, inclusive, para o ganho de peso. Os alimentos ricos em lectina são: feijão, soja, trigo, batatas, tomates e amendoim.

Programa do paradoxo vegetal
Para garantir saúde, longevidade e chegar ao peso desejado, o intestino deve trabalhar a favor do organismo. E você só precisa de três fases para chegar a esse objetivo.

Desintoxicação
Estudos mostram que uma desintoxicação de três dias muda completamente os tipos de bactérias que habitam nosso intestino – mas basta um dia para os mocinhos irem embora e os vilões retornarem, caso tenha uma recaída e volte aos velhos hábitos. 

Aqui, você não vai comer: laticínios, grãos, frutos, açúcar, sementes, ovos, soja, plantas solanáceas (batata-inglesa, berinjela, tomate, pimenta), tubérculos nem carne vermelha. Em vez disso, coloque no seu prato:

PROTEÍNA
Não consuma mais que 226 g de frango ou peixe (salmão, mariscos ou moluscos) por dia. Gorduras e óleos: você pode comer um avocado por dia. Azeitonas de todo tipo também são permitidas. Além disso, utilize apenas óleo de abacate, coco, macadâmia, semente de sésamo, noz, gergelim e azeite de oliva extravirgem.

BEBIDAS
Tome oito copos de água filtrada diariamente. Chá-verde, preto, de ervas e café estão liberados. Se quiser, adoce com extrato de estévia. No fim desses três dias, você pode perder de 1 a 2 kg, formados, sobretudo, por acúmulo de água, reduzir a inflamação e sentir uma melhora no bem-estar.

VEGETAIS
Repolho, acelga, brócolis, couve-de-bruxelas, couve-flor, couve-crespa, alcachofra, rabanete e aspargo são alguns exemplos. Se tiver algum problema intestinal, ingira poucos vegetais crus e cozinhe bem o restante.

Reparação
Depois de fazer o detox de três dias, está na hora de começar o processo de reparo de, no mínimo, seis semanas. Para dar certo, elimine os alimentos que contêm lectinas, incluindo as opções com sementes, como grãos, macarrão, pães e cereais.

Durante as primeiras duas semanas, evite gordura saturada encontrada, especialmente, nos alimentos de origem animal, como carnes, manteiga e laticínios. 

Consuma apenas frango, pato, peru, peixes e mariscos. No entanto, continue ingerindo os amigos do intestino citados acima e os abaixo. Banana-da-terra, macarrão shirataki, nabo, aipo, alcachofra e mamão verde. Nozes, bem como pistaches e macadâmias. Suco de limão-siciliano e vinagres, incluindo o balsâmico.

Se seu peso diminuir, as dores que sente forem aliviadas ou desaparecerem, a cognição mental estiver clara e os problemas intestinais diminuírem, você está pronta para o próximo passo.

Recompensa
Ao contrário das duas primeiras fases, que tinham um período de duração sugerido, essa é um estilo de vida. Ou seja, deve ser seguida para sempre. Afinal, você quer ter saúde, né?

Se quiser e puder, reintroduza gradualmente pequenas quantidades de alimentos com lectinas, como pepino, abobrinha e berinjela. Depois, se lidar bem com eles, está liberada para ingerir tomate e pimentas sem semente nem pele.

Consuma leguminosas cozidas na pressão uma vez por semana. Reduza progressivamente sua proteína animal a não mais do que 50 g por dia. Ingira a maior parte da proteína de folhas, vegetais, cogumelos e nozes.

Júlia Arbex
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

  • Assine a revista AnaMaria

ANAMARIA RECEITAS

  1. 1 Aposte em pães caseiros diferentes e surpreenda no café da tarde Surpreenda no café da tarde: Veja 6 receitas que fogem do tradicional
  2. 2 Vale a pena conferir esse cupcake que promete adoçar o seu dia
  3. 3 'Dia da Cachaça': veja receitas para preparar um almoço com a iguaria
  4. 4 Esse hambúrguer prático é de dar água na boca
  5. 5 Dia do Amendoim: confira seis receitas para celebrar a data