AnaMaria

Dente caiu ou quebrou? Veja quais as possíveis causas e o que fazer

Veja quais as melhores soluções caso seu dente caia ou quebre

Da Redação Publicado em 13/03/2020, às 08h00

Nessas situações, é preciso tomar algumas precauções - Banco de Imagem/Getty Images
Nessas situações, é preciso tomar algumas precauções - Banco de Imagem/Getty Images

Existem muitas situações que podem levar a perda de um dente: traumas, como quedas e pancadas – que acometem bastante crianças e adolescentes, principalmente em períodos de férias - má oclusão, cáries e doenças na gengiva. 

Nesses casos é preciso tomar algumas precauções para que, dependendo do caso, seja possível a recolocação do dente perdido.

“Em traumas é perfeitamente possível recolocar o dente perdido ou fragmento quebrado. Tudo vai depender, porém, do estado da coroa, raiz e o tempo que o paciente demorou para ir ao consultório”, explica a cirurgiã-dentista Miriam Petrella, integrante da Câmara Técnica de Odontopediatria do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP).

A RAIZ É O MAIS IMPORTANTE
De acordo com a especialista, a condição da raiz do dente quebrado ou perdido em situações de trauma é o mais importante para o sucesso da recolocação. Nos casos em que o dente saiu por inteiro (caiu com a raiz ligada à coroa) a recomendação é guardar o dente com cuidado e correr para o cirurgião-dentista. 

“Nessas situações é indicado colocar o dente em um recipiente com leite, soro fisiológico, saliva ou mesmo dentro da boca, a menos em caso de crianças que correm o risco de engolir. Isso protege e evita que haja alterações nos filamentos que rodeiam a raiz”, explica.

Agora, se a coroa foi quebrada e a raiz ficou na parte óssea, ou seja, dentro da boca, as chances de recolocação diminuem. 

“Na maioria das vezes não há como recolocar o dente se ele não saiu inteiro e por isso não seria necessário guardar o pedaço quebrado. Mas, dependendo do tamanho desse pedaço e recuperando este fragmento, é possível fazer a restauração do dente ”, comenta Miriam.

OUTRAS CAUSAS DA PERDA DE DENTES
Se o dente caiu por conta de uma cárie não tratada ou alguma doença na gengiva, a única alternativa é a substituição por um implante ou outro tipo de prótese. Isso se a estrutura óssea da boca do paciente permitir.  

Também no consultório é possível fazer um dente provisório, em caráter emergencial, até que o profissional planeje uma substituição permanente.

QUANDO PROCURAR O PROFISSIONAL DE ODONTOLOGIA
Miriam enfatiza que em todos os casos de perda de dentes a pessoa deve procurar um cirurgião-dentista ou clínica odontológica o mais rápido possível, pois quanto mais tempo o dente ficar fora da boca, menores são as chances de sucesso da implantação. 

“O dente pode ficar em solução por no máximo duas horas para que a recolocação seja eficaz. Depois desse período as chances de sucesso diminuem muito.”

Após a reinserção, mesmo que bem-sucedida, pode ser necessário realizar um tratamento de canal no dente traumatizado. Por isso, a recomendação é de que o paciente mantenha as visitas ao cirurgião-dentista para acompanhamento e orientações e conservação da saúde bucal e geral.