AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Entenda como o cuidado consigo mesma é fator crucial no bem-estar dos filhos

Estudos apontam que a saúde materna é essencial para garantir o bem-estar dos filhos

Karla Precioso

por Karla Precioso

kprecioso@editoracaras.com.br

Publicado em 04/12/2022, às 14h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Confira algumas dicas  que toda mãe deve seguir para se manter saudável e com qualidade de vida - Pixabay/neildodhia
Confira algumas dicas  que toda mãe deve seguir para se manter saudável e com qualidade de vida - Pixabay/neildodhia

Estudos apontam que a saúde materna é essencial para garantir o bem-estar dos filhos e, por extensão, de toda a família. Uma criança saudável precisa de uma mãe saudável. Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), pelo menos 20% da carga de doenças em crianças com menos de cinco anos está relacionada a problemas na saúde materna e desnutrição, bem como a qualidade dos cuidados no parto e no período de recém-nascido.

“Não existe uma criança feliz com uma mãe infeliz ou doente”, afirma a pediatra Valéria Clemente, diretora de projetos e acesso ao mercado da Evidências – Kantar Health. “O cuidado com a mãe tem que ser intensivo, não apenas no pré-natal, mas também no pós-parto. A mãe precisa estar bem, tanto fisicamente quanto mentalmente, para cuidar bem de seu filho”. E, por estarem sempre preocupadas com todos à sua volta, muitas vezes, ela deixa de cuidar de si mesma. Por isso, reunimos dicas preciosas que toda mãe deve seguir para se manter saudável e com qualidade de vida.

CORAÇÃO

Hoje, as doenças cardiovasculares são as principais causas de morte entre as mulheres: matam seis vezes mais que o câncer de mama. Hipertensão, colesterol alto, diabetes, obesidade, sedentarismo, cigarro e interação entre fumo e anticoncepcional são os principais fatores de risco.

Cerca de 90% desses fatores são determinados pelo estilo de vida. Portanto, está em suas mãos mudar esse quadro. Diminua o consumo de sal e bebidas alcoólicas, pratique atividades físicas, abandone o cigarro e gerencie o estresse.

CÂNCER DE MAMA

Este é o segundo tipo de tumor mais comum entre as mulheres. A idade é o maior fator de risco, já que 75% a 80% dos casos ocorrem em mulheres com mais de 50 anos. Mas, os maus hábitos de vida, como o consumo de gorduras saturadas e trans, sedentarismo, tabagismo e uso abusivo de álcool, aumentam os riscos. Exames de rotina e adoção de hábitos saudáveis são as chaves para salvar vidas. 

Por isso, é importante: 

1 – Fazer o autoexame regular das mamas; 

2 – Fazer mamografia anualmente, a partir dos 40 anos. Antes dessa idade, é recomendada a ultrassonografia.

CINTURA ABDOMINAL

A gordura acumulada na região da cintura é extremamente perigosa para o coração. A partir dos 30 anos, a concentração de gordura nessa área se torna mais crítica e pode causar diabetes, pressão alta, colesterol elevado, trazendo o risco de um derrame ou infarto. Fique de olho: para as mulheres, o tamanho do abdômen não deve passar dos 80 cm.

MENOPAUSA

Nessa fase, podem surgir alguns sintomas desagradáveis, mas é possível evitá-los: adote uma alimentação saudável, rica em frutas, verduras, legumes, grãos integrais, leite e derivados (semi ou desnatados), nozes, castanhas e aveia. Diminua o consumo de açúcar, gordura e bebida alcoólica. Cuide bem do seu sono, crie uma rotina para dormir e acordar, incluindo os finais de semana. Pratique exercícios físicos. Exercite também o cérebro com palavras cruzadas, quebra-cabeça e outros jogos de raciocínio. Faça acompanhamento médico regular.