AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Enxaguante bucal: mocinho ou vilão na hora de cuidar da saúde bucal

Mocinho ou vilão na hora de cuidar da saúde bucal? Entenda o enxaguante bucal

Da Redação Publicado em 06/07/2022, às 08h40

Enxaguante bucal é o ideal para a saúde da sua boca? - Unsplash
Enxaguante bucal é o ideal para a saúde da sua boca? - Unsplash

O enxaguante bucal é uma solução que contém componentes que ajudam a manter a boca mais saudável, sendo ótima opção para finalizar a rotina de cuidado com os dentes. Também conhecido como antisséptico ou enxaguatório, o enxaguante bucal complementa a higienização mecânica, ou seja, a escovação dos dentes, uso de fio dental e limpeza da língua com higienizador específico.

Mas você sabe exatamente pra que serve o enxaguante bucal, como ele age na boca ou como escolher a melhor opção para você?

De acordo com a cirurgiã-dentista Bruna Conde, quando se trata de higiene oral, este produto deve ser utilizado de forma complementar e com a orientação do seu dentista, que indicará o tempo e a frequência, entre outros detalhes aconselhados para você, a partir do seu histórico dentário e das condições da sua boca como um todo.

Isso porque existem fórmulas e indicações diferentes e que variam de produto para produto. "Por isso, a importância da indicação do profissional, justamente para não correr o risco de acabar prejudicando seu dentes com produtos abrasivos e que podem comprometer sua flora bucal", ressalta.

Mais do que apenas garantir um hálito fresco, o enxaguante bucal consegue eliminar bactérias causadoras de doenças e proteger a cavidade dental de micro-organismos. “O principal benefício do enxaguante bucal correto para o seu caso é prevenir que problemas se instalem na sua boca, como o surgimento de cáries, formação de placa bacteriana e gengivite, que causa inflamação, sensibilidade e até sangramento das gengivas", esclarece.

ENXAGUANTES ACABAM COM MAU HÁLITO?

Os enxaguantes bucais servem para acabar com o mau hálito de forma momentânea, pois não tratam o problema de maneira definitiva. Quem sofre com halitose deve procurar um dentista que ajude a identificar e tratar a origem do mau hálito. Caso contrário, o enxaguante irá apenas mascarar o mau cheiro por um tempo até que o problema seja de fato resolvido.

ENXAGUANTE BUCAL SUBSTITUI A ESCOVAÇÃO?

De forma alguma! Bruna Conde explica que o enxaguante é um complemento para os cuidados diários com os dentes. Apenas a higienização mecânica feita com escovação, fio dental e limpeza da língua é capaz de remover efetivamente a placa bacteriana dos dentes.

ENXAGUANTE BUCAL ANTES OU DEPOIS DA ESCOVAÇÃO?

O ideal é que o enxaguante seja usado no final dos procedimentos de cuidados com os dentes, após o fio dental e o processo de escovação.

TEM PROBLEMA ENGOLIR O ENXAGUANTE?

Não faça isso. Caso tenha ingerido uma pequena quantidade de enxaguante bucal, o sintoma será apenas enjoo e um leve mal-estar. Agora, se a quantidade ingerida do produto for alta, recomenda-se que você procure a emergência médica, pois os efeitos podem ser bem agressivos, podendo levar à intoxicação.

PRECISO DILUIR O ENXAGUANTE BUCAL NA ÁGUA?

Não. “Diluindo o enxaguante vai se tornar menos eficaz e a proteção menos fortalecida, já que o produto perdeu a concentração dos seus princípios ativos.” diz a cirurgiã-dentista.

“Vale ressaltar a importância de entender quando você deve usar o enxaguante bucal. Essa é uma resposta que só pode ser respondida pelo seu dentista, pois cada pessoa possui um histórico e uma condição bucal específica” alerta a dentista. “Se trata de um produto que não deve ser usado de forma contínua e prolongada e sem instruções de um especialista.” finaliza Bruna Conde.

{# Taboola Newsroom #}