AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Espiritualidade: Exerça a compaixão

Que tal ser sensível à dor e ao sofrimento do outro e ajudar a minimizá-los?

Mel Aitak* Publicado em 18/09/2015, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

ESPIRITUALIDADE 987 - SHUTTERSTOCK
ESPIRITUALIDADE 987 - SHUTTERSTOCK
Segundo o dicionário, compaixão é a nossa capacidade de ser solidária com a dor do outro. Diante da violência que presenciamos todos os dias, eu me pergunto: em que momento perdemos a capacidade de nos revoltarmos com o sofrimento? Tenho acompanhado, nas redes sociais, uma série de críticas a pessoas que simplesmente mudam seus hábitos, deixam de comer carne, defendem os direitos do ser humano e dos animais, esquecendo, diversas vezes, até de si mesmas. Elas, muito provavelmente, já se libertaram do ego – aquela parte da personalidade que precisa ter sempre razão. Por isso, lutam pelo que acreditam e não têm receio de expor suas opiniões.
Portanto, antes de julgar o outro, coloque-se em seu lugar. Pense em como você agiria se estivesse naquela situação. Sempre que fazemos isso, conseguimos enxergar as coisas sob a perspectiva do amor e não com o olhar da crítica. Nessas situações, sabe como você pode ajudar? Vibrando amor. Ao enviar boas energias para o outro, você ajuda a diminuir a espessa camada de energia negativa que envolve a Terra e é formada por nossas atitudes e pensamentos. 

Assim, os seres de luz das altas esferas da espiritualidade conseguem atuar mais facilmente por aqui, minimizando o sofrimento e a dor de todos. Pense nisso e mude suas atitudes. Ainda dá tempo para exercer a compaixão com todas as criaturas de Deus. Muita paz e luz!



*Mel Aitak é mestre em reiki, terapeuta holística, naturopata e estudiosa dos temas ligados à espiritualidade.