AnaMaria

Meditação: veja seus benefícios e dicas práticas para inseri-la em seu dia a dia

Em sua estreia como nossa colunista, a médica Renata Isa Santoro conta toda a sua experiência com o tema

Renata Isa Santoro Publicado em 25/11/2020, às 08h00 - Atualizado em 09/12/2020, às 10h10

Meditação: confira seus benefícios e dicas práticas para inseri-la em seu dia a dia - Adrielle Ribeiro
Meditação: confira seus benefícios e dicas práticas para inseri-la em seu dia a dia - Adrielle Ribeiro

A meditação é um assunto que está super em alta no momento, especialmente porque a pandemia trouxe motivos de sobra para buscarmos uma vida mais calma e saudável, além de menos sobrecarregada e com um propósito maior.

E aí dispararam as compras de aplicativos e cursos de meditação online por pessoas atrás de um momento de paz, algo ótimo para tirar a estigma de que esses meios de se “auto-tranquilizar” seriam como jogar tempo e dinheiro fora. Atualmente, eles tornaram-se fundamentais para a nossa saúde mental.

Pessoalmente, conheci a meditação em um momento de crise: quando descobri um câncer de mama, o que me levou a buscar técnicas e práticas que pudessem me trazer mais conforto durante o tratamento exaustivo da quimioterapia, além de tranquilidade e otimismo frente ao diagnóstico tão aterrorizante desta doença.

POR QUÊ COMEÇAR?
Antes de mais nada, calma! Você não vai precisar abandonar tudo, como trabalho, família e amigos, e embarcar para um mosteiro no Tibet para aprender a meditar. Separei alguns pontos importantes que você precisa saber sobre o tema:

  1. Ela pode eliminar o estresse do dia, trazendo consigo paz interior.
  2. Você pode aprender facilmente a praticar meditação sempre que precisar!
  3. Se o estresse do cotidiano te deixa ansioso, tenso e preocupado, considere tentar meditar.
  4. Passar alguns minutos em meditação pode restaurar sua calma.
  5. Qualquer pessoa pode praticar meditação.
  6. Meditar é simples, barato e não requer nenhum equipamento especial.
  7. Você pode praticar em qualquer lugar, seja passeando, andando de ônibus, na sala de espera do consultório médico ou mesmo no meio de um dia difícil de reuniões de negócios.

AFINAL, O QUE É A MEDITAÇÃO?
Ela é praticada há milhares de anos por vários povos, não tendo nenhum vínculo religioso. Até mesmo pessoas que não acreditam em nenhuma força superior podem se beneficiar com sua prática. No entanto, religiões como o budismo, o hinduísmo, o islamismo e o cristianismo possuem práticas meditativas em seu cultos ou rituais.

Hoje em dia, costuma ser usada para relaxamento e redução da ansiedade e estresse. Tanto que é considerada um tipo de medicina complementar chamada mente-corpo. Feita regularmente, ajuda a produzir um estado de relaxamento profundo e uma mente tranquila. E, fala sério: quem não quer isso, não é?

Durante a meditação, você concentra sua atenção no momento presente e elimina o fluxo de pensamentos confusos que podem estar sobrecarregando a sua mente, causando todos os efeitos do estresse no seu corpo. Sabe aquele boleto para pagar? Ou a tensão de ter que ligar para aquela pessoa inconveniente e um negócio? É com esse tipo de questão que se aprende a lidar.

E a prática regular de meditação não traz somente estes benefícios na hora, pois ajuda a te manter calmo durante o dia, mesmo sem estar fazendo, necessariamente, o processo. Quanto maior a prática, mais se percebe que sentimentos e emoções que te sobrecarregam começam a ser eliminados, te deixando ver a vida sob um novo olhar. Veja outras vantagens:

  • você passa a ter reações mais leves em situações de estresse;
  • vai percebendo suas habilidades de se acalmar frente a situações de desafio;
  •  aumenta a sua autoconsciência ( que é como você se percebe e percebe o mundo);
  • foco no presente;
  • reduz emoções negativas;
  • aumenta a imaginação e a criatividade;
  •  aumenta a paciência e a tolerância.
  • A meditação também pode ser útil em condições médicas, especialmente naquelas que podem ser agravadas pelo estresse, já que reduz esse tipo de hormônio na nossa corrente sanguínea. 

MAIS MEDITAÇÃO, MENOS DOENÇA
Embora um número crescente de pesquisas científicas apoie os benefícios da meditação para a saúde, alguns pesquisadores acham que ainda não é possível tirar conclusões. Outros trabalhos, porém, sugerem que ela pode ajudar as pessoas a controlarem sintomas de:

  • ansiedade
  • asma
  • dor crônica
  • náuseas e vômitos causados por quimioterapia
  • depressão
  • doença cardíaca
  • pressão alta
  • problemas do sono
  • dores de cabeça tensionais

Sabia que, desde 2017, a meditação e o relaxamento estão nas Diretrizes de Prevenção de Doenças Cardíacas relacionadas à aterosclerose? Isso mesmo! A Sociedade Brasileira de Cardiologia descreve que pacientes que estão em prevenção ou em tratamento destas doenças no coração podem se beneficiar com a meditação, justamente por trazer relaxamento físico, reduzir a pressão arterial e trazer maior aderência e otimismo do paciente em relação à sua doença.

Obviamente que a meditação não substitui o tratamento médico tradicional das doenças, mas pode ser uma adição útil. Se você faz acompanhamento por alguma doença crônica ou psiquiátrica, converse com o seu médico para saber se, de alguma maneira, a meditação pode prejudicar seu tratamento.

DICAS RÁPIDAS DE MEDITAÇÃO PARA O DIA A DIA
Em todas essas práticas, o tempo é relativo a cada pessoa. Você pode começar com 1 minuto e ir aumentando conforme vai sentindo os benefícios.

-Respire fundo: concentre toda a sua atenção na sua respiração, em ouvir e sentir enquanto inspira e expira pelas narinas. Respire profunda e lentamente. Quando a sua mente divagar e começar a pensar de novo no boleto a pagar, volte sua atenção à respiração.

-Examine seu corpo: ao usar essa técnica, concentre a atenção em diferentes partes do corpo a cada momento. Tome consciência de pés, pernas, quadril, e vá subindo até o topo da cabeça. Em cada parte, perceba se há tensão, dor, calor ou relaxamento. Combine isso em cada respiração, imaginando um relaxamento em cada parte do corpo no momento em que você coloca sua atenção.

- Repita um mantra: você pode criar  próprio, que pode ser uma palavra positiva ou uma frase que lhe cai bem como: “Eu estou seguro”, “Eu sou próspero” ou “Gratidão”. Se você tem alguma religião, pode usar os mantras de cada uma delas, como as orações cristãs, ou o mantra OM no hinduísmo.

-Caminhe e medite: esta é uma ótima combinação, além de super saudável. Dá para caminhar em qualquer lugar, seja em um parque, bosque, num calçadão ou até mesmo no shopping. O importante é focar no exercício e não deixar os pensamentos confusos te atrapalharem. Vá num ritmo lento, para prestar atenção nos movimentos das suas pernas ou pés. Não pense em um destino que tenha que chegar, só vá repetindo mentalmente palavras positivas.

-Envolva-se em Oração: você pode usar as suas próprias palavras, prestando muita atenção em cada uma delas enquanto lê ou fala. Você também pode ler orações já existentes, caso elas te tragam a sensação de bem-estar e não de medo ou culpa. Depois da leitura, feche os olhos e fique alguns minutos refletindo sobre as palavras lidas ou somente em silêncio.

-Concentre seu amor e gratidão: aqui você vai focar sua imaginação em algo que te traga calma e tranquilidade, como uma paisagem da natureza, alguém querido, um animal de estimação ou uma situação de paz que te dê esse sentimento de amor, compaixão e gratidão por aquilo se expandir em você e em seus pensamentos.

Experimente, você vai se surpreender com os resultados, as ideias criativas que irão aparecer na sua vida, seu otimismo aumentando, seu corpo mais relaxado... E não é isso que a gente quer?

E aí, vamos meditar?

*DRA. RENATA ISA SANTORO é médica, Mestre em Ciências pela UNICAMP (Universidade de Campinas), atua como Terapeuta com técnicas Integrativas e Complementares, Especialista em Cardiologia Infantil, palestrante e Autora do livro “Poderosa Leveza de Ser” (editora Chiado). Na AnaMaria fala sobre terapias integrativas e complementares para a saúde e bem-estar. Instagram: @drarenataisasantoro.