Ama perfumes? Produto é a segunda maior causa de alergias na pele

Dermatites podem ocorrer devido ao contato com os componentes da fórmula

sexta 2 novembro, 2018
Caso ocorra haja alergia, procure um dermatologista para receber orientações médicas
Caso ocorra haja alergia, procure um dermatologista para receber orientações médicas Foto:iStock

Notícias Relacionadas

Passar perfume antes de sair de casa faz parte da rotina de muitas pessoas, chegando a ser parte da identidade de cada um. No entanto, estudos apontam que a fragrância presente nestes produtos é uma das principais causas de alergias na pele, conhecidas como dermatites de contato.  

“São reações alérgicas e inflamatórias da pele causadas pela exposição do paciente a algum princípio ativo ou substância ao qual ele tem sensibilidade”, explica Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology (AAD).

Apesar de não serem contagiosas, as dermatites podem atingir o corpo todo, causando irritação, vermelhidão e descamação na pele. 

TESTE DE CONTATO

De acordo com a especialista, uma possibilidade para se definir o causador da alergia é realizar um teste de contato, onde os componentes do perfume são individualizados e aplicados na pele. 

Após isso, espera-se 48 horas para medir o nível de vermelhidão, descamação e irritação que causaram na local. No entanto, ainda assim, continua a ser muito difícil definir o que exatamente causou a irritação.

“Para se ter uma ideia, o perfume possui cerca de 14 ingredientes químicos em sua fórmula. Por isso, muitas vezes, é difícil individualizar a qual componente o paciente tem alergia”, ressalta Valéria. 

As dermatites podem ocorrer devido a qualquer um dos componentes presentes nesses produtos, desde conservantes, passando por formaldeídos e acetaldeídos, até fragrâncias, como o linalol e o limoneno.

EVITE O PROBLEMA

Por isso, é importante adotar alguns cuidados para evitar o surgimento das dermatites. Por exemplo, o ideal é nunca passar o perfume diretamente na pele, mas sim por cima da roupa, sempre lavando as mãos após a aplicação. 

“Optar por produtos mais naturais e menos sintéticos também é uma boa medida. Para quem já sabe que possui alergia às fragrâncias, recomendo procurar as versões hipoalergênicos”, destaca a dermatologista.

A médica ainda alerta sobre a importância de ficar atento aos rótulos de produtos cosméticos tópicos, que também podem conter fragrâncias que causam dermatite. O recomendado é sempre preferir os que sejam livres de fragrâncias ou perfume. 

“Para prevenir o aparecimento de irritações, você também pode fazer um teste de contato em casa. Basta aplicar uma pequena quantidade do produto em uma parte do braço e aguardar para conferir se o produto não lhe causa nenhuma irritação”, recomenda a médica. “Caso ocorra, procure um dermatologista para receber orientações adequadas.”

Da Redação
Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

BEM-ESTAR

  1. 1 No Dia Mundial da Gentileza, confira atos que fazem a diferença
  2. 2 Susana Vieira revela que tem leucemia: "Estou ótima e feliz"
  3. 3 5 alimentos essenciais para combater a má digestão
  4. 4 Sabia que a alimentação pode causar a rinite alérgica?
  5. 5 O que a aparência das unhas pode dizer sobre a sua saúde