Psicoconstrução: entenda como traumas podem chegar pela genética, vindo de outras gerações

Especialista explica como atos comportamentais estão ligados aos nossos antepassados

Raquel Borges Publicado domingo 20 junho, 2021

Especialista explica como atos comportamentais estão ligados aos nossos antepassados
Entenda como funciona a Psicoconstrução - Nik Shuliahin / Unsplash

Não pense que terapia é apenas para quem tem problemas de ansiedade ou depressão. Ela nos capacita a lidar com nossas questões comportamentais e ainda nos ajuda no autoconhecimento. E, o mais importante: precisar de um apoio profissional não torna a pessoa fraca ou inferior. Pelo contrário! Procurar ajuda para resolver seus problemas mentais demonstra maturidade e amor-próprio. 

A terapia da psicoconstrução foi desenvolvida pelo doutor em Ciência da Saúde nas áreas de Neurociência e Psicologia, e mestre em psicanálise, Fabiano de Abreu. O método tem como base a nossa memória primitiva. A ideia surgiu da insatisfação própria do especialista em relação às terapias tradicionais. 

“Hoje, há a necessidade cada vez maior de um processo psicoterápico que seja rápido e eficaz, fazendo com que mais pessoas tenham engajamento no tratamento das doenças mentais ou transtornos psicológicos, colaborando, assim, para uma vida plena e feliz. Tudo está relacionado aos neurônios e neurotransmissores. Eles conduzem a nossa vida, contendo também as respostas para os nossos comportamentos”, explica. 

VANTAGENS

Quando conversamos com um psicólogo estamos procurando respostas para questões de autoconhecimento, sentimentos e até mesmo a origem de algumas atitudes. Por exemplo, existem pessoas que agem por impulso, têm dificuldades de se relacionar ou vergonha de falar em público... Como justificar isso? De acordo com Fabiano, muita coisa pode estar ligada aos nossos antepassados, chegando até nós pela genética. 

“Na psicoconstrução é oferecido uma consultoria inicial, em que o paciente pode decidir se quer iniciar o processo terapêutico de médio ou longo prazo, ou apenas seguir o que lhe foi orientado na consultoria. Os maiores benefícios que levam à cura se originam de informações sobre os marcadores genéticos. Em suma, realiza-se o ‘raio-X’ do paciente, com seus traços de personalidade e perfil psicológico. Define-se, então, um cronograma com a alteração de sua rotina”, relata o cientista.

DIA A DIA

Como aplicar o processo no dia a dia de cada indivíduo? “Comportamentos, hábitos, alimentação, tudo é prescrito de forma personalizada, de acordo com as queixas e demandas da pessoa, contemplando um modelo ecológico”, explica Abreu. 

E já que a nova terapia é criada com base na genética, podemos, sim, carregar em nossas células problemas desenvolvidos pelos nossos antepassados. “Começamos a resolvê-los trazendo à consciência do problema, a partir de estratégias e diretrizes de resolução, seja de ordem psicológica ou nas disfunções ocasionadas por traumas, transtornos, síndromes e doenças.", aponta o especialista.

"São apresentados ao paciente técnicas e treinos cognitivos para que ele possa ganhar autonomia para encontrar soluções de problemas futuros, advindos de situações já sanadas. Isso torna a pessoa mais apropriada de si e feliz”, analisa Fabiano.

TÉCNICAS 

São inúmeras as técnicas que agem na raiz do problema. “A psicoconstrução é uma inovação dentro dos processos terapêuticos já utilizados. Com base na neurociência, utiliza-se da epigenética (termo que se refere a mudanças na atividade de gene que não envolvem alteração no DNA) para construir um novo modelo ecológico, com melhor performance psicológica e social”, finaliza.

ALERTA

A psicoconstrução vai além da consciência do trauma e não invalida as terapias de cunho psicanalítico. Todavia, acrescenta dados genéticos em busca da resposta para o motivo do trauma, que é a origem do transtorno, da síndrome ou de qualquer problema que comprometa o equilíbrio mental. A nova terapia modela as funções cognitivas, que levam o sujeito a tomadas de decisões e ajustes em sua rotina, de acordo com a sua singularidade.

Último acesso: 18 Sep 2021 - 14:35:00 (1146462).