Descubra quais são os piores tipos de queijo nutricionalmente falando

Especialista explica como reduzir a ingestão de sódio com as melhores substituições

Da Redação Publicado quinta 16 julho, 2020

Especialista explica como reduzir a ingestão de sódio com as melhores substituições
O ingrediente é parte da alimentação da maioria da população - HNBS/Pixabay

Reduzir ou tirar por completo os queijos da dieta pode ser um desafioe tanto para algumas pessoas. No entanto, apesar de terem algumas vitaminas, esse alimento pode ser rico em gorduras saturadas e sódio, substâncias que causam doenças cardiovasculares e hipertensão.
 
Outra questão é que, no Brasil, cerca de 53 milhões de brasileiros a cima dos 16 anos sentem algum desconforto ao ingerir produtos lácteos, como aponta uma pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha. "Dependendo do grau da intolerância à lactose é necessária uma redução significativa ou total dos derivados do leite, sendo preciso buscar alternativas para substituí-los, como as opções de queijos vegetais", explica Jessica Santos, nutricionista da Superbom.
 
AnaMaria Digital separou 4 tipos de queijos amarelos, considerados os mais prejudiciais para a saúde por serem uma grande fonte de gorduras ruins e sódio. O melhor é optar por versões brancas, como ricota e cottage, ou ainda as versões vegetais dos queijos. "Quando pensamos que, durante o dia, podemos consumir outros alimentos tão problemáticos quanto esses, a soma nutricional dessas substâncias ultrapassa os limites indicados", ressalta.

Agora, vamos para a lista!

MUSSARELA 
O queijo mussarela, apesar de ter vitamina B12 e cálcio, também pode se tornar vilão se for consumido em excesso. "Ele possui quantidades significativas de sódio e gorduras saturadas, sendo que uma porção de 30 g de mussarela tem 20% do consumo diário de gordura indicada pela Organização Mundial da Saúde. Esses 30 g podem ser consumidas facilmente em um pedaço de lasanha ou três fatias em um lanche", explica.

PRATO
A especialista esclarece que o queijo tipo prato também precisa ser consumido com moderação porque 60 g representa um consumo de 10% de sódio do valor diário recomendado. Segundo a OMS, adultos sadios devem ter o consumo diário máximo de 2g de sódio, o que equivale a uma colher de chá de sal.

CHEDDAR
Apesar de rico em cálcio e ser muito utilizado em lanches, o cheddar também possui muita gordura saturada, sendo que o consumo de 50 gramas do queijo representa a ingestão de 47% do limite indicado pela OMS.

PARMESÃO 
É o que conta com os maiores valores de sódio de todos os queijos: 50 g possui 33% da necessidade diária de sódio. "Como dito anteriormente, o excesso dessa substância pode levar ao aumento da pressão arterial, um fator de risco ainda maior para quem já é hipertenso", afirma.

Último acesso: 06 Aug 2020 - 21:08:59 (1116280).