AnaMaria
Bem-estar e Saúde / Alimentação

Sentir sono após almoço é normal? Veja o que pode estar acontecendo

Nossa colunista, Bianca Vilela, dá dicas certeiras para você acabar com o problema

*Bianca Vilela Publicado em 29/10/2020, às 08h20

É quase impossível fugir do sono após a refeição - Engin Akyurt por Pixabay
É quase impossível fugir do sono após a refeição - Engin Akyurt por Pixabay

A hora do almoço chegou e você está na rua, ou até mesmo em casa, mas sem tempo nenhum para preparar sua refeição. Como a fome está batendo, você nem reclama de optar por algo rápido e gostoso: o fast food. O problema é que vai ficar meio impossível fugir daquele soninho pós-refeição.

Antes de mais nada, já começo dizendo que é normal sentir uma certa sonolência logo depois do almoço, exatamente porque o corpo está focado em realizar aquela digestão. A boa notícia é que dá para diminuir essa sensação ficando de olho na quantidade de alimentos que ingerimos e também nas nossas escolhas alimentares.

CARDÁPIO FAZ A DIFERENÇA
Se você montar um prato com muitos carboidratos, frituras e alimentos gordurosos, por exemplo, seu corpo logo irá entrar nesse modo soneca. O mesmo vale para um alimento pequenininho, como um brigadeiro, mas que explode açúcar no sangue. Nessas situações, você certamente atingiu o pico glicêmico.

Quer um bom exemplo disso? Tome um copo de caldo de cana. Apesar de ser um alimento natural, ele é riquíssimo em glicose. Espere alguns minutos após a ingestão e perceba que seu corpo irá reagir de forma menos produtiva.

Outra explicação física se refere ao fluxo sanguíneo maior na região do estômago e do intestino na hora da digestão, diminuindo a atuação do sangue no transporte do oxigênio. Quanto menos oxigênio em nosso cérebro, nosso corpo tende a entrar nesse estado de letargia.

Ainda de acordo com pesquisas realizadas por cientistas da Universidade de Manchester, na Inglaterra, o cérebro sai do estado de atenção depois de comermos. Tudo porque o açúcar encontrado nos alimentos faz com que as células que nos deixam em estado de alerta parem de nos mandar sinais para ficarmos acordados. 

O mecanismo é simples: quando nosso corpo precisa de “combustível”, somos alertados a todo o momento. Mas, ao matarmos a fome, esses sinais são interrompidos, deixando a moleza tomar conta do corpo.

E saiba que você não está sozinho, pois pelo menos metade da população tem vontade de tirar um cochilo logo após o almoço. Justamente para evitar que essa situação atrapalhe a sua rotina é importante seguir as dicas acima e levar uma vida mais equilibrada. 

BIANCA VILELA é mestre em fisiologia do exercício pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), palestrante e produtora de conteúdo. Desenvolve programas de saúde in company em grandes empresas por todo o país há mais de 15 anos. Na AnaMaria fala sobre saúde no trabalho, produtividade e mudança de hábitos. Instagram: @biancavilelaoficial