AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Síndrome de Burnout: Saiba como evitar a exaustão física e mental no trabalho

Especialista dá dicas de como evitar a Síndrome de Burnout

Raquel Borgesa Publicado em 27/03/2022, às 12h00

Entenda como evitar a Síndrome do Burnout - Unsplash
Entenda como evitar a Síndrome do Burnout - Unsplash

Excesso de trabalho e esgotamento físico e emocional podem estar relacionados à síndrome de burnout. Segundo Fabiano de Abreu, doutor em Ciências da Saúde nas áreas de Neurociências e Psicologia, a síndrome é um estado de exaustão mental, emocional e física: “Ela ocorre como resultado de demandas avassaladoras, estresse crônico, pressão ou insatisfação no trabalho. Hoje em dia, muitos falam nela como doença, mas não é o correto. O mal é um gatilho para o desencadeamento de doenças”.

COMO IDENTIFICAR?

Os principais sintomas são sensação constante de negatividade, falta de motivação e ânimo, fadiga mental e/ou física, dificuldade em se concentrar, baixa autoestima, isolamento e alteração de humor.

“O tratamento pode ser feito com um psicanalista ou psicólogo e é preciso diminuir o excesso de trabalho ou estudos, além de buscar comportamentos e hábitos que possam trazer um melhor equilíbrio. Amenizar o uso de internet e de leitura de notícias que deixe em um estado de desequilíbrio também são fundamentais”, alerta Abreu.

ENTÃO, COMO POSSO EVITAR?

Para ajudar nesse encontro do equilíbrio entre o trabalho e o lazer, o autor do livro ‘Por Que as Pessoas Não São Felizes?’, Maurício Patrocínio, listou cinco conselhos para você ter uma vida mais saudável. Confira!

DANDO UM RESPIRO NA ROTINA

“Não é apenas a síndrome de burnout que está apresentando aumento. Se dermos conta do número de depressivos e separações durante esse período, notamos índices cada vez mais altos. Por isso, se obrigue a parar em alguns momentos para relaxar o corpo, aliviar o estresse e descansar a mente”, explica o especialista.

DESCANSO É NECESSÁRIO!

Não é raro escutar de colegas e também falar com orgulho que não se tira férias há um longo tempo e, o pior, ver pessoas se sentindo culpadas pelo tempo de descanso que é de direito. “Nós temos uma síndrome complexa quando se trata da relação com o trabalho. Parece que precisamos sofrer para ter sucesso, e que o sucesso sem dor não tem valor. Compreenda que a qualidade de seu trabalho também está presente nos momentos tranquilos”.

RESPEITE SEU TEMPO

Muitas vezes, o resultado de um excelente trabalho é feito por medo de perder o emprego, pela necessidade de provar valor ou até mesmo de querer ser o melhor simplesmente por ser, fazendo com que a pessoa construa um projeto de vida apenas focado no profissional. “Isso mostra o quanto não nos preocuparmos com a qualidade de vida e o quanto deixamos de olhar para aquilo que tanto amamos e podemos perder se não cuidarmos ou aproveitarmos tais momentos. Passamos a vida e o tempo distraídos em um ciclo vicioso de infelicidade”, observa.

AUTOCONHECIMENTO É TUDO

Apesar dos resultados negativos, a pandemia da covid-19 trouxe tempo para as pessoas se conhecerem melhor. A consciência do autoconhecimento quando aliada a um projeto de vida pode ajudar a entender que não é trabalhar ou curtir a vida demais: são os dois em medidas corretas. “Devemos pensar no plano de vida como pensaríamos em um plano de negócios para a empresa que trabalhamos ou possuímos, ou seja, com o valor que ele realmente merece. Gastamos tempo planejando o trabalho, porém pouco para nossa vida”.

PRODUTIVIDADE TÓXICA

Somos pressionados cada vez mais a apresentar maior produtividade e lucro, menor custo, etc. Porém, outra questão importante é a relação que cada pessoa tem com isso. “Tudo vem da síndrome complexa que faz acreditarmos que o trabalho é o centro de nossas vidas. Seja como funcionário ou como chefia, tente quebrar o ciclo vicioso, fazendo com que as pessoas ao redor também não sejam infectadas, conquistando um ambiente mais leve”, finaliza.

{# Taboola Newsroom #}