AnaMaria

Síndrome Pós-Covid: O que é e quem deve procurar tratamento?

Síndrome Pós-Covid pode provocar sintomas persistentes em pessoas que tiveram desde uma infecção leve até uma mais grave

Da Redação Publicado em 13/04/2022, às 17h13

Especialista destaca que sintomas podem ocorrer em qualquer pessoa que teve Covid-19 - Pixabay/Tumisu
Especialista destaca que sintomas podem ocorrer em qualquer pessoa que teve Covid-19 - Pixabay/Tumisu

Mais de 30 milhões de brasileiros tiveram Covid-19 nesses últimos dois anos. Embora a Medicina ainda esteja descobrindo os efeitos deixados no organismo pela doença, uma condição que já começou a surgir é a Síndrome Pós-Covid ou Long Covid.

À AnaMaria Digital, a médica infectologista do Hospital São Vicente Curitiba, Thatiane Nakadomari, explica que quando os sintomas presentes na Covid-19 persistem por mais de três meses após o fim da infecção pode ser indício da Síndrome Pós-Covid.

“Após ter Covid-19, o paciente se recupera aos poucos, sempre depende da intensidade dos sintomas que teve, mas ele deve ir, aos poucos, melhorando. Se passar de 30 dias a pessoa não apresentar melhora, é necessário procurar um auxílio médico”, afirma.

SINTOMAS NA SÍNDROME PÓS-COVID

Dificuldade em perceber cheiros ou odores, fadiga, tosse seca, redução ou distorção do paladar, dor de cabeça, tontura e lentificação do raciocínio estão entre as disfunções mais comuns na Síndrome Pós-Covid, além de problemas gastrointestinais, como diarreia ou constipação, perda de memória transitória e transtorno do estresse pós-traumático - esse último costuma afetar pacientes que precisaram ficar internados em UTI.

“O que temos notado muito entre queixas dos pacientes em consultório, principalmente depois da segunda onda [de covid-19], é um cansaço excessivo, persistência dos sintomas respiratórios e fatores mais neurológicos - depressão, ansiedade, sonolência e esquecimento” revela Thatiane.

A especialista ainda destaca que esses sintomas podem ocorrer em qualquer pessoa que teve Covid-19, inclusive uma infecção leve.

Contudo, a médica esclarece que, independentemente do caso, sempre é fundamental procurar um auxílio médico quando há piora ou surgimento de novos sintomas após a Covid-19. “Já saíram alguns artigos sobre tratamento e recuperação de olfato junto à recuperação de paladar. Já temos manuais de reabilitação para fadiga, existe tratamento para depressão, reabilitação com fisioterapia respiratória e motora, entre outros. Os tratamentos são feitos conforme os sintomas e se o paciente adere e segue todos os cuidados, tende a se recuperar muito bem”, salienta.