AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Talento é coisa rara na internet

A TV aberta continua oferecendo experiência mais humana que a dos programas online

Redação Publicado em 22/12/2015, às 10h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

999 a 1001 - shutterstock
999 a 1001 - shutterstock
Escuto com frequência, há algum tempo, que novelas são programação superada e que, com a internet, o público se afastou bastante da TV aberta. Pelo que estou vendo, estão todos querendo entrar na rede, que anda fabricando celebridades inúteis aos montes! 
Me assusta a quantidade sem a mínima qualidade: basta dizer um monte de besteiras, intercalando com palavrões, que a “artista” já está feita – e ganhando muito dinheiro! Sou velha assumida, não quero brincar de faz de conta que sou mais jovem.
Estou confortável nos meus 80 anos. É uma longa estrada, sem medo de viver, que me autoriza a colocar convicta a minha verdade, que talvez sirva de incentivo pra você, cara leitora, buscar o caminho da sua verdade. 
Mas estou divagando: o que quero dizer é que prefiro a velha TV aberta, com profissionais de verdade, com gente que ralou para chegar onde está agora. Onde, no exemplo dos mais velhos, os jovens atores buscam aperfeiçoamento e, na maioria das vezes, nos surpreendem com o seu crescimento profissional – como faz agora Paolla Oliveira, a Melissa, da novela Além do Tempo. De atrizinha linda, jovem e chata, desabrochou uma magnífica intérprete. Tenho pé pra trás com a internet. Só o tempo dirá se estou com a razão, mas não estarei mais aqui. Enquanto estiver, fico com a TV aberta e gente de verdade, não gente virtual. 




Comente a coluna no Facebook: facebook.com/anamaria