AnaMaria

Tomar em jejum sacia a fome? Tire essas e outras dúvidas sobre água

Conheça os benefícios de tomar água para a saúde do corpo

Júlia Arbex Publicado em 20/09/2019, às 07h00

O consumo diário de água vai depender de vários fatores como peso, idade e quantidade de exercício realizado por cada indivíduo - Banco de Imagem/Shutterstock
O consumo diário de água vai depender de vários fatores como peso, idade e quantidade de exercício realizado por cada indivíduo - Banco de Imagem/Shutterstock

Mais de 60% do corpo de um adulto é composto de... água! Por isso, o consumo dessa bebida é fundamental para o bom funcionamento do organismo. 

Ela garante o correto funcionamento do cérebro, elimina os resíduos e nutrientes desnecessários pela urina e melhora o sistema digestivo, além de manter a pele saudável. 

Quem sabe bem disso são os japoneses, que seguem a chamada Terapia da Água

AnaMaria conversou com médicos que explicaram a importância dessa prática feita no país oriental. Além disso, eles deram a receitinha de uma água turbinada que faz um bem danado para nossa saúde! 

QUANTIDADE POR DIA 
O consumo diário de água vai depender de vários fatores como peso, idade e quantidade de exercício realizado por cada indivíduo. Geralmente, dois litros diários é o ideal para um adulto em boas condições de saúde.

INGERIR EM JEJUM FAZ BEM? 
“Após um período de sono, em que passamos cerca de oito horas sem ingerir líquidos, nosso corpo fica um pouco desidratado. Beber água em jejum é importante para hidratar e eliminar as toxinas presentes no trato gastrointestinal produzidas durante a noite. Tomar um copo de 200 ml já basta. Depois de 20 minutos a pessoa pode comer normalmente”, afirma a nutricionista e fitoterapeuta Ana Paula Moura.

BENEFÍCIOS PARA O ORGANISMO 

  • Previne a constipação (prisão de ventre); 
  • Melhora o aspecto da pele, das unhas e do cabelo também; 
  • Ajuda o corpo a ganhar massa muscular; 
  • Evita dores de cabeça; 
  • Ajuda a digestão e melhor aproveitamento dos nutrientes; 
  • Previne a retenção de líquidos, que gera peso extra;
  • Mantém uma perfeita função renal, evitando problemas como pedra nos rins.

INGESTÃO DE LÍQUIDO NAS REFEIÇÕES
Tomar um copo de 200 ml de água ou de suco natural durante as refeições não interfere em nada na nossa saúde. No entanto, nosso estômago libera uma substância chamada suco gástrico. 

Ele é responsável por auxiliar na digestão dos alimentos que consumimos, e, quando ingerimos muito líquido enquanto comemos, a tendência é que o suco gástrico dilua, dificultando o processo digestivo. 

“Isso pode provocar problemas como gases, azia, inchaço, desconforto, além de atrapalhar a absorção de nutrientes”, explica Gardênia Pinheiro Gomes, professora do curso de nutrição do Centro Universitário FMU. 

De acordo com Cíntia Rios Camilo, médica especialista em longevidade, beber durante as refeições está mais para um hábito do que para uma necessidade real. 

“Se a vontade for incontrolável, comece reduzindo a quantidade ingerida para, no máximo, meio copo durante as refeições até conseguir parar de vez a ingestão de bebidas”, afirma a doutora. O melhor cenário dos mundos, segundo as especialistas: beber água 30 minutos antes das refeições e de uma a duas horas depois. 

MAS REALMENTE TIRA A FOME? 
Sim! Segundo Lúcia Flávia Carpilovsky, endocrinologista do Hospital Adventista Silvestre (RJ), água em jejum não faz milagre. O que acontece de fato? O líquido, quando ingerido em jejum, limpa nosso organismo e promove mais saciedade. 

REFRIGERANTE NÃO VALE? 
As frutas, legumes e sucos naturais possuem água e fazem bem para a saúde, mas os refrigerantes, sucos artificiais e energéticos, apesar de serem líquidos, não entram nessa contabilidade. “A água de coco é uma das bebidas naturais mais importantes em termos de hidratação. Além disso, por possuir uma baixa acidez, pode ser consumida com o estômago vazio, diferentemente de outras bebidas, como sucos cítricos e café”, diz Cíntia. 

ÁGUA TURBINADA  
Nenhum alimento sozinho é capaz de promover o emagrecimento. Porém, alguns oferecem efeitos superpositivos quando alinhados com uma alimentação equilibrada. 

O gengibre e o limão fazem parte dessa lista. O primeiro, além de melhorar os sintomas do resfriado, acelera o metabolismo e evita a fermentação e a formação de gases intestinais. 

Já o limão é rico em pectina, fibra natural que ajuda no controle da glicemia e promove mais saciedade. O ideal é tomar a mistura em jejum. Ao lado, uma receita para adicionar à sua rotina e tornar a sua vida mais saudável.  

Ingredientes

  • 1 copo de água 
  • ½ colher (café) de gengibre moído
  • ½ limão cortado em rodelas finas 

Modo de preparo
Coloque todos os ingredientes em um copo e misture bem. Leve à geladeira e consuma gelado e em jejum.