AnaMaria

Transição capilar: 6 mitos e verdades para quem quer começar o tratamento

Especialista explica modos naturais de iniciar o procedimento e cuidar dos cabelos de forma saudável

Da Redação Publicado em 01/12/2020, às 13h25 - Atualizado em 09/12/2020, às 10h10

Maisa Silva e Juliana Paes aderiram à transição capilar - Reprodução/Instagram
Maisa Silva e Juliana Paes aderiram à transição capilar - Reprodução/Instagram

Sabe aquela sensação de voltar com os cabelos naturais? Você pode!

A transição capilar está aí para isso, e pode ser bem mais fácil do que você imagina. Nos últimos meses, diversos artistas como Maisa Silva, Bruna Marquezine e Juliana Paes têm compartilhado seu dia a dia com os fios diferentes do que estávamos acostumados. Entretanto, há alguns segredos para mandar bem quando o assunto for essa mudança.

Em entrevista à AnaMaria Digital, o hair stylist Eduardo Rodrigues, do Spaço Annamar, desvendeu 6 mitos e segredos sobre a transição capilar.

Confira!

1. EXISTEM PENTEADOS BONS?
Sim, da pra ousar. Hoje em dia muitas pessoas optam por tranças estilo box braids em fios mais grossos. É uma forma do seu cabelo crescer sem você perceber. 

2. QUANDO É O MOMENTO IDEAL PARA O CORTE?
É difícil dizer se existe um momento certo. Costumo dizer que a própria cliente quem decide. Umas são desapegadas e cortam logo, outras preferem esperar o cabelo ter um comprimento bom. Deixo elas livres para escolher, claro que com o tempo as pontas com química vão incomodar pelo aspecto de liso no meio dos cachos.

3. COMO NUTRIR OS FIOS?
Os fios que tiveram a estrutura alterada (os lisos) devido a química costumam ser mais oleosos. Com isso, a raiz virgem sempre incomoda. A grande queixa das clientes é que estão secos. Por isso, é recomendado bastante nutrição, como cremes a base de óleo e misturas caseiras com o óleo de coco.

4. A TEXTURA NATURAL VOLTA? 
Mesmo que sem aplicar química, a textura se altera de pequena a grande. Com química, podemos dizer que é impossível ter o mesmo cabelo, já que ela [química] altera cor, textura, volume. Os hormônios são algo predominantes. Tem pessoas que acham que o cabelo é só externo, mas ele é de dentro para fora. Quando algo não vai bem dentro, fora vai estar ainda pior. 

5. O TEMPO DE QUÍMICA NO CABELO FAZ DEMORAR MAIS PARA VOLTAR?
Depois de alterado, o fio não volta. Não existe química que sai: foi depositada no fio, e selada,  é irreversível. A quantidade de tempo só vai dizer o quão sensível e fino aquele cabelo está.

6. É PRECISO PACIÊNCIA PARA NÃO DESISTIR
Não tenha medo, e sim paciência, pois é um processo de tempos. Cuidar dos fios nesse período é super importante. Combine nutrição e difusor, e jamais esqueça do protetor térmico, pois a exposição ao calor judia do cabelo. A transição capilar é voltar ao natural, se libertar e se assumir. O melhor de tudo é ter os cabelos saudáveis novamente.